icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
01/07/2013
16:38

Agora não tem mais jeito, Paulinho vai mesmo deixar o Corinthians. De volta ao clube após conquistar a Copa das Confederações com a Seleção Brasileira, no último domingo, o volante se reuniu com a diretoria nesta segunda-feira e concordou em ir para o Tottenham, da Inglaterra. Sendo assim, ele não joga a Recopa, na quarta-feira, contra o São Paulo. Não faltaram lágrimas na última entrevista coletiva no CT...

A proposta de 20 milhões de euros (cerca de R$ 59 milhões), que estava não mão do Timão há semanas, já tinha sido aceita pela diretoria, que aguardava o aval do jogador para selar de vez a transferência. Deste montante, o Corinthians ficará com 50%. A outra metade vai para o Audax-SP, clube formador e que tinha metade dos direitos econômicos do atleta.

Em entrevista coletiva na tarde desta segunda-feira, após a reunião, Paulinho explicou os motivos para deixar o Parque São Jorge nesta janela de transferências internacional. Entre uma frase e outra, chorou ao falar dos momentos no clube.

- Difícil de falar em um momento como esse (respira e chora)... Mas tenho certeza de que foram três anos maravilhosos na minha carreira. De conquistas, de trabalhar com pessoas corretas e coerentes que sempre me ajudaram. O que tenho para falar de Corinthians, torcida, direção e comissão técnica, é ate logo. Daqui a pouco eu volto! Por tudo o que fizeram por mim - afirmou.

O ex-camisa 8 do Timão já havia "quase" ido duas vezes. Nas duas oportunidades (nas últimas janelas), ele rejeitou ir para a Internazionale, da Itália. O clube de Milão chegou a tentá-lo de novo, mas a preferência pelo futebol inglês falou mais alto.

OPINE:
Qual é o maior volante da história do Corinthians?

Depois de bater a Espanha e comemorar o título do Brasil, Paulinho passou a madrugada com familiares. Seu empresário, Giuliano Bertolucci, também participou do encontro no CT. Ele viajou até Londres enquanto o jogador estava com Seleção e trouxe a proposta para o Corinthians.

Paulinho chegou ao clube ainda 2010, quando se destacou no Bragantino durante o Paulistão. Depois de um tempo na reserva, se tornou um dos principais jogadores dos últimos anos. Os títulos do Brasileiro 2011, Libertadores 2012, Mundial de Clubes 2012 e Paulistão 2013, conquistados em sua passagem, o tornou um dos maiores ídolos recentes da história corintiana.

- A torcida do Corinthians é a melhor do mundo, o que falar deles? Sabem que são importantes, são a melhor do mundo...- repetiu ele, que elegeu o gol contra o Vasco, nas quartas de finais da Libertadores de 2012, como o mais importante dos três anos de clubes.

Paulinho se emocionou durante a coletiva (FOTO: Miguel Schincariol/LANCE!Press)

Volante artilheiro, ele deixa o clube com 34 gols marcados em 167 jogos. Ele é o terceiro maior marcador da posição na história do Timão, ficando atrás de Biro-Biro (75 gols) e Wilson Mano (35).

Ele segue para Londres (ING) nessa semana para realizar exames e assinar o contrato. Depois, volta ao Brasil para os últimos dias de férias. No dia 17 de julho, garante que estará no Pacaembu para se despedir dos companheiros na decisão da Recopa.

Agora não tem mais jeito, Paulinho vai mesmo deixar o Corinthians. De volta ao clube após conquistar a Copa das Confederações com a Seleção Brasileira, no último domingo, o volante se reuniu com a diretoria nesta segunda-feira e concordou em ir para o Tottenham, da Inglaterra. Sendo assim, ele não joga a Recopa, na quarta-feira, contra o São Paulo. Não faltaram lágrimas na última entrevista coletiva no CT...

A proposta de 20 milhões de euros (cerca de R$ 59 milhões), que estava não mão do Timão há semanas, já tinha sido aceita pela diretoria, que aguardava o aval do jogador para selar de vez a transferência. Deste montante, o Corinthians ficará com 50%. A outra metade vai para o Audax-SP, clube formador e que tinha metade dos direitos econômicos do atleta.

Em entrevista coletiva na tarde desta segunda-feira, após a reunião, Paulinho explicou os motivos para deixar o Parque São Jorge nesta janela de transferências internacional. Entre uma frase e outra, chorou ao falar dos momentos no clube.

- Difícil de falar em um momento como esse (respira e chora)... Mas tenho certeza de que foram três anos maravilhosos na minha carreira. De conquistas, de trabalhar com pessoas corretas e coerentes que sempre me ajudaram. O que tenho para falar de Corinthians, torcida, direção e comissão técnica, é ate logo. Daqui a pouco eu volto! Por tudo o que fizeram por mim - afirmou.

O ex-camisa 8 do Timão já havia "quase" ido duas vezes. Nas duas oportunidades (nas últimas janelas), ele rejeitou ir para a Internazionale, da Itália. O clube de Milão chegou a tentá-lo de novo, mas a preferência pelo futebol inglês falou mais alto.

OPINE:
Qual é o maior volante da história do Corinthians?

Depois de bater a Espanha e comemorar o título do Brasil, Paulinho passou a madrugada com familiares. Seu empresário, Giuliano Bertolucci, também participou do encontro no CT. Ele viajou até Londres enquanto o jogador estava com Seleção e trouxe a proposta para o Corinthians.

Paulinho chegou ao clube ainda 2010, quando se destacou no Bragantino durante o Paulistão. Depois de um tempo na reserva, se tornou um dos principais jogadores dos últimos anos. Os títulos do Brasileiro 2011, Libertadores 2012, Mundial de Clubes 2012 e Paulistão 2013, conquistados em sua passagem, o tornou um dos maiores ídolos recentes da história corintiana.

- A torcida do Corinthians é a melhor do mundo, o que falar deles? Sabem que são importantes, são a melhor do mundo...- repetiu ele, que elegeu o gol contra o Vasco, nas quartas de finais da Libertadores de 2012, como o mais importante dos três anos de clubes.

Paulinho se emocionou durante a coletiva (FOTO: Miguel Schincariol/LANCE!Press)

Volante artilheiro, ele deixa o clube com 34 gols marcados em 167 jogos. Ele é o terceiro maior marcador da posição na história do Timão, ficando atrás de Biro-Biro (75 gols) e Wilson Mano (35).

Ele segue para Londres (ING) nessa semana para realizar exames e assinar o contrato. Depois, volta ao Brasil para os últimos dias de férias. No dia 17 de julho, garante que estará no Pacaembu para se despedir dos companheiros na decisão da Recopa.