icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
20/08/2015
19:24

Imagine ir às urnas em período eleitoral e votar num partido político formado por torcedores do seu clube de coração? Para os amantes do Corinthians, isso pode ser tornar possibilidade em breve. O Partido Nacional Corinthiano (PNC) busca legimitação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e almeja ter sua legenda participando já das eleições de 2016.

Segundo o portal G1, o TSE recebeu, na última quarta-feira, um pedido de registro do PNC. Protocolado, o documento agora será analisado por uma equipe técnica, analisando a legalidade do pedido.

"A manifestação de apoio à legitimação do Partido Nacional Corinthiano perante o Tribunal Superior Eleitoral é um direito não apenas do torcedor corinthiano. Queremos despertar o interesse real do brasileiro pela política. Isso hoje não existe e o futebol é uma ferramenta importante para reverter isso", escreve Juan Antonio Moreno Grangeiro, presidente nacional do PNC.

O PNC, segundo site oficial, foi criado em agosto de 2014. A ideia dos idealizadores é formar uma legenda que "não se encaixe em uma definição prévia de partido de centro, de direita ou de esquerda".

"O Partido Nacional Corinthiano é jovem e não podemos ter expectativas irreais. A meta é legitimar o partido o mais rápido, se possível  dentro do prazo legal para participação nas eleições de 2016", completa Grangeiro.

Ainda  temos alguns meses para isso e com o despertar da consciência política naqueles que valorizam nossos princípios, esporte, saúde e educação, inclusive através de participação da sociedade civil organizada, as quase 500 mil assinaturas necessárias serão alcançadas a tempo para a participação nas eleições de 2016. Se não der, ainda assim, mesmo sem  poder lançar candidatos, seremos uma voz nas eleições de 2016 e com certeza, com muitos candidatos em 2018", finaliza.

Imagine ir às urnas em período eleitoral e votar num partido político formado por torcedores do seu clube de coração? Para os amantes do Corinthians, isso pode ser tornar possibilidade em breve. O Partido Nacional Corinthiano (PNC) busca legimitação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e almeja ter sua legenda participando já das eleições de 2016.

Segundo o portal G1, o TSE recebeu, na última quarta-feira, um pedido de registro do PNC. Protocolado, o documento agora será analisado por uma equipe técnica, analisando a legalidade do pedido.

"A manifestação de apoio à legitimação do Partido Nacional Corinthiano perante o Tribunal Superior Eleitoral é um direito não apenas do torcedor corinthiano. Queremos despertar o interesse real do brasileiro pela política. Isso hoje não existe e o futebol é uma ferramenta importante para reverter isso", escreve Juan Antonio Moreno Grangeiro, presidente nacional do PNC.

O PNC, segundo site oficial, foi criado em agosto de 2014. A ideia dos idealizadores é formar uma legenda que "não se encaixe em uma definição prévia de partido de centro, de direita ou de esquerda".

"O Partido Nacional Corinthiano é jovem e não podemos ter expectativas irreais. A meta é legitimar o partido o mais rápido, se possível  dentro do prazo legal para participação nas eleições de 2016", completa Grangeiro.

Ainda  temos alguns meses para isso e com o despertar da consciência política naqueles que valorizam nossos princípios, esporte, saúde e educação, inclusive através de participação da sociedade civil organizada, as quase 500 mil assinaturas necessárias serão alcançadas a tempo para a participação nas eleições de 2016. Se não der, ainda assim, mesmo sem  poder lançar candidatos, seremos uma voz nas eleições de 2016 e com certeza, com muitos candidatos em 2018", finaliza.