icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
21/02/2015
00:38

O Paulistano/Unimed teve um grande desempenho ofensivo no quarto período (30 pontos) e venceu o Rio Claro Basquete, fora de casa, pelo placar de 90 a 87, em partida disputada no Ginásio Felipe Karan, no interior do Estado de São Paulo. Originalmente válido pela 19ª rodada do NBB 7, o duelo foi adiado devido à participação do clube da capital paulista na Liga das Américas 2015 e realizado isoladamente na noite desta sexta-feira.

Com a vitória, o time dirigido pelo técnico Gustavo De Conti voltou a assumir a sexta posição. Este foi o 12º resultado positivo da equipe em 23 jogos disputados. Do outro lado, Rio Claro conheceu sua 18ª derrota também em 23 partidas realizadas e segue na vice-lanterna do maior campeonato de basquete do país.

Responsáveis por 24 e 22 pontos, respectivamente, os norte-americanos Kenny Dawkins e Desmond Holloway foram os cestinhas do Paulistano no duelo, seguidos por Pilar, autor de 16 pontos. Juntos, os três jogadores totalizaram 68,8% dos pontos da equipe. Pelo Rio Claro, os destaques foram Caio Ranches e Eric Tatu, ambos com 16 pontos.

Na sequência da competição, o Paulistano atuará em casa e receberá o Palmeiras, na próxima terça-feira, às 19 h. No dia seguinte, às 20 h, o Rio Claro jogará mais uma vez como mandante e terá o Basquete Cearense pela frente.

PARTIDA COMEÇA EQUILIBRADA, MAS PAULISTANO DESLANCHA

O Paulistano dominou o placar de ponta a ponta no primeiro quarto. Para isso, a equipe visitante contou com um bom trabalho defensivo, que permitiu apenas 12 pontos dos rivais, e grande início de partida de Holloway. Inspirado, o norte-americano marcou oito pontos, sem errar um arremesso sequer, e ainda garantiu três rebotes e uma assistência. Desta maneira, o clube da capital paulista não só se manteve sempre em vantagem como também abriu nove pontos de frente na parcial inicial (21 a 12).

Logo no início do segundo período, Rio Claro igualou as ações, graças à saída de Calvo do banco de reservas. Em pouco menos de dois minutos, o ala/pivô espanhol marcou sete pontos, com direito a duas bolas de três pontos seguidas, e foi fundamental para a diferença no marcador despencar para dois pontos (23 a 21). Depois disso, o jogo ficou lá e cá e os minutos finais da parcial foram eletrizantes. Com bela bandeja de Tatu em contra-ataque, os donos da casa viraram o jogo e assumiram a ponta do placar pela primeira vez (28 a 27).

Em seguida, o Paulistano contou com duas bolas de três pontos seguidas de Dawkins e voltou a liderar (33 a 31). Só que foi Rio Claro quem partiu para o intervalo na frente. Para isso, a equipe do técnico Marcelo Tamião contou com uma sequência de três bolas de três pontos seguidas, primeiro com Cícero e depois duas vezes com Tatu. O Paulistano seguiu pontuando com lances livres, mas não o suficiente para impedir que os anfitriões fechassem a primeira metade da partida com 42 a 39 de frente.

Na volta do intervalo, o Paulistano voltou a contar com o protagonismo de Holloway para recuperar a ponta do marcador. Ainda com um alto aproveitamento nos arremessos, o camisa 22 marcou mais nove pontos e foi fundamental para o bom desempenho da equipe visitante no terceiro quarto. Do outro lado, Rio Claro melhorou nos minutos finais da parcial e conseguiu cortar a desvantagem que chegou a ser de cinco pontos (58 a 53) para apenas dois (60 a 58).

Com grande poder de decisão, o Paulistano teve um ótimo desempenho ofensivo na parcial final. Com destaque para Dawkins, além de boas participações de Pilar, César e Renato, o time da capital paulista manteve boa regularidade em seu ataque e rapidamente colocou uma vantagem confortável no placar. Mosso e Caio até tentaram liderar uma reação do Rio Claro, mas o Paulistano se segurou e confirmou a importante vitória fora de casa.