icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
12/02/2015
17:58

A comissão técnica do São Paulo aposta muito em Ricardo Centurión para enfrentar o Corinthians na abertura do Grupo 2 da Copa Libertadores da América. Para tentar deixar o argentino mais entrosado com o elenco até a próxima quarta-feira, Muricy Ramalho o escalou como titular em vitória por 2 a 0 em jogo-treino na tarde desta quinta-feira.

Diante do Nacional, clube que tem sede em frente ao CT da Barra Funda, o Tricolor foi formado por reservas e atletas que pouco atuaram no empate sem gols com o Santos pelo Campeonato Paulista. Centurión foi utilizado como meia e abasteceu o ataque formado por Alexandre Pato e Alan Kardec e, depois, por Cafu e Ademilson.

A movimentação do argentino agradou, assim como o poder de criação. O principal defeito do novo camisa 20 é a falta de entrosamento com os companheiros, algo que Muricy quis combater ao organizar o jogo-treino desta quinta. Ainda assim, Centurión participou diretamente do primeiro gol são-paulino, marcado por Pato - Boschilia fechou o placar - e teve a chance de balançar as redes, mas mandou para fora cara a cara com Renan Ribeiro.

Outra novidade da atividade foi o zagueiro Dória, que assim como o argentino, deve estrear pelo Tricolor neste sábado contra o Bragantino. Muricy escalou o time no 3-5-2 e usou o ex-botafoguense como líbero: Denis; Antonio Carlos, Dória e Edson Silva; Hudson, Thiago Mendes, Maicon, Centurión e Boschilia; Alexandre Pato e Alan Kardec.

O zagueiro Rodrigo Caio, que já está livre para treinar com o grupo após seis meses de recuperação de cirurgia no joelho esquerdo, ainda não foi integrado ao elenco principal. Ao lado de Paulo Miranda, o camisa 3 fez trabalhos físicos para entrar em forma antes de participar de atividades com bola no CT. Já os titulares do clássico com o Santos fizeram treino regenerativo.