icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
22/06/2014
14:59

A Seleção Brasileira pode jogar melhor na Copa do Mundo e todos admitem. Fred é o definidor da equipe e conta com a confiança da comissão técnica e dos demais jogadores. E Paulinho, assim como os demais jogadores do meio de campo, precisam evoluir para mostrar o futebol jogado na Copa das Confederações do ano passado.

As opiniões são do coordenador técnico da Seleção, Carlos Alberto Parreira, e indicam como pensa o técnico Luiz Felipe Scolari, que de novo apostará nos 11 titulares que conquistaram a Copa das Confederações em 30 de junho de 2013.

– O importante é dar confiança a esses jogadores (do meio de campo). Queremos que eles voltem a jogar o que jogaram na Copa das Confederações. A gente espera que o meio de campo volte a jogar com aquele nível – afirmou, em entrevista à TV Globo.

Elogios específicos a um jogador do setor, Parreira fez ao volante Luiz Gustavo. Para o coordenador, ele é o Mauro Silva de 1994, na Copa dos Estados Unidos, da qual era ele o treinador; ou o Gilberto Silva de 2002, no Japão e na Coreia do Sul, treinado por Felipão.

– O futebol brasileiro não pode prescindir de um volante. Luiz Gustavo é um ponto de equilíbrio da equipe. É um jogador fundamental. Foi uma aposta do Felipão. Foi criticado no ano passado, no início do trabalho, mas está provando e vai ser importantíssimo até o fim – elogiou.

Com relação a Fred, talvez o jogador mais criticado da Seleção na Copa do Mundo, pela falta de mobilidade e de gols, Parreira afirmou que o artilheiros ainda merece confiança.

– Ele é o homem de definição e tem a confiança do treinador e de toda a equipe – disse o coordenador.

O lateral-esquerdo Marcelo já havia defendido o camisa 9 durante a semana de preparação para o jogo contra Camarões.

– Fred, para a gente, não só em campo como fora é um líder. Nos ajuda muito, um cara de bom coração. Ele nos ajuda fazendo gols ou não. Fora, com responsabilidade e dentro de campo, com trabalho: marcando, correndo, ajudando. É muito mais do que um líder – afirmou Marcelo

Para Parreira, Fred, como toda a Seleção, ainda vai evoluir muito na Copa.

– É importante que a seleção cresça ao longo da competição. Eu tenho certeza de que o time tanto técnica, como tática e fisicamente, vai crescer ao longo do torneio.