icons.title signature.placeholder Daniel Bortoletto
27/03/2014
18:35

Carlos Alberto Parreira, coordenador técnico da Seleção Brasileira, está na Europa para iniciar uma série de avaliações derradeiras para a Copa do Mundo. A primeira parada é Londres, onde chegou nesta quinta-feira e permanecerá até domingo. Na capital londrina, ele planeja acompanhar o jogo entre Arsenal x Manchester City, no sábado. Em campo, provavelmente estará Fernandinho, que se destacou no último amistoso contra a África do Sul e é nome forte para a convocação final para o Mundial.

Na próxima semana, Parreira ganhará a companhia do técnico Luiz Felipe Scolari e do auxiliar Murtosa. Os três acompanharão, pelo menos, três jogos das quartas de final da Liga dos Campeões: Barcelona x Atlético de Madrid, Paris Saint-Germain x Chelsea e Manchester United x Bayern de Munique.

Além de observar os jogadores com vaga certa no Mundial (Neymar, Daniel Alves, David Luiz, Ramires, Oscar, William, Dante), terá a chance de ver Rafinha, lateral do Bayern, outro que teve chance contra a África do Sul e disputa vaga com Maicon, além dos também laterais Filipe Luiz (Atlético de Madrid) e Maxwell (PSG), candidatos à vaga de reserva de Marcelo, e do zagueiro Marquinhos, também do time francês, que concorre ao lugar de segundo reserva do setor.

- É sempre bom ter contato com os jogadores, ter a oportunidade de vê-los jogar e depois conversar um pouco. Não queremos atrapalhar os times, em um momento de decisão de Champions. Mas sempre vale estar perto, ver in loco - disse Parreira, em um evento da Gatorade, em Londres.

O coordenador técnico da Seleção revelou ainda que ver Barcelona e Bayern de Munique é uma forma de estudar Espanha e Alemanha, prováveis rivais na Copa.

- Não é bem para estudar adversários, pois não existe mais segredos no mundo atual do futebol. Mas são times que formam base de suas seleções e é interessante acompanhar.