icons.title signature.placeholder Pedro Leanza
16/07/2014
23:53

Foi um longo período de treinamentos, mas parece que nada mudou na rotina do Flamengo. No retorno do Brasileirão, o time de Ney Franco repetiu os conhecidos erros e foi derrotado por 2 a 1 pelo Atlético-PR na noite desta quarta-feira, no Moacyrzão (RJ), em jogo válido pela décima rodada. Douglas Coutinho e Cleberson marcaram para o Furacão. Samir fez o gol dos donos da casa.

Com o revés, o Rubro-Negro carioca, agora, amarga a última colocação da competição, com apenas sete pontos. Já o Furacão subiu para a sexta posição, com 16 pontos somados.

Na próxima rodada, o Flamengo vai ao Rio Grande do Sul, onde enfrentará o Internacional, neste domingo, às 16h, no Beira Rio. Já o Atlético-PR recebe o Criciúma, no mesmo dia, às 18h30, na Arena da Baixada.

IGUALDADE NO PLACAR

Os primeiros minutos de jogo serviram pra deixar a torcida do Flamengo preocupada. Antes dos 15, o Furacão já havia tido um gol anulado, com Ederson, que acabou fazendo falta em Wallace. Além deste susto, os comandados de Ney Franco passaram sufoco em uma saída do gol errada de Felipe, que acabou entregando a bola nos pés de Ederson. O atacante, por sua vez, chutou para fora.

E MAIS
> Luiz Antonio, após derrota do Flamengo: 'Está difícil sair desta má fase'
> Eduardo da Silva acerta com o Fla e já deve se apresentar nesta quinta
> Nada mudou! Fla repete erros e colhe mesmos resultados no Brasileiro


L!TV:
> Após derrota, Ney Franco crê em reação contra o Inter


Aos 19 minutos, entretanto, o ataque visitante não falharia novamente. Após belo passe de Ederson, Douglas Coutinho avançou e, com muita categoria, tocou por cima do camisa 1 do Fla para abrir o placar.

Com o gol sofrido, o Rubro-Negro carioca se via obrigado a sair para o ataque. No entanto, sofreu uma baixa. Paulinho acabou se lesionando, aos 30, e deu lugar a Mugni. Ironia do destino ou não, foi o argentino que cobrou o escanteio para Samir, de cabeça, devolver a confiança à equipe da casa: 1 a 1, aos 34 minutos.

ZAGUEIRO DA VITÓRIA AO FURACÃO

A segunda etapa começou com o Flamengo pressionando. Aos dez minutos, Alecsandro recebeu ótimo passe de Léo Moura. De frente para o gol, o centroavante mandou uma bomba no travessão. A bola ainda quicou em cima da linha, mas não entrou. Cinco minutos depois, o Furacão respondeu - só que de maneira mais eficiente. Sueliton deu um belo drible em Wallace e cruza rasteiro. Cleberson se antecipa à zaga do Fla e colocou os visitantes à frente do marcador.


  Nova queda: Fla segue em situação delicada no Brasileiro (Foto: Bruno de Lima/LANCE!Press)

Se a situação do Flamengo se complicou com o gol sofrido, ela piorou aos 24 minutos. Samir, que vinha sendo um dos melhores em campo, se machucou ao cobrar uma falta. Sem condições, o zagueiro saiu para a entrada de Nixon.

Com uma formação mais ofensiva, o Fla voltou a pressionar. Aos 30, Luiz Antonio, que havia acabado de entrar no lugar de Elano, obrigou Weverton a fazer um milagre, impedindo o empate. E este foi o último suspiro do time de Ney Franco, que deixou o gramado do Moacyrzão sob protestos da torcida, que gritou: "Time sem vergonha".

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 1 X 2 ATLÉTICO-PR

Local: Estádio Cláudio Moacyr (Moacyrzão), em Macaé (RJ)
Data-hora: 16/7/2014 – 22h
Público/ renda: 5.329 pagantes / R$ 153.895,00
Árbitro: Paulo Henrique Godoy Bezerra (SC)
Auxiliares: Carlos Berkenbrock (SC) e Nadine Schramm Câmara Bastos (Fifa-SC)

Cartão amarelo: Elano (FLA); Douglas Coutinho, Lucas Olaza (CAP)
Cartão vermelho: -

GOL: Douglas Coutinho, aos 19'/1ºT (0-1); Samir, aos 34'/1ºT (1-1); Cleberson, aos 15'/2ºT (1-2)

FLAMENGO: Felipe; Wallace, Chicão e Samir (Nixon, aos 25/'2T); Léo Moura, Recife, Elano (Luiz Antonio, aos 30'/2T), Éverton e André Santos; Paulinho ( Mungi, aos 30'/1ºT) e Alecsandro. Técnico: Ney Franco.

ATLÉTICO-PR: Weverton; Sueliton, Cleberson, Léo Pereira e Lucas Olaza; Derley (Paulinho Dias, aos 40'/2ºT), Otávio, Bady (Marcelo, aos 13'/2T) e Marcos Guilherme; Douglas Coutinho e Ederson (João paulo, aos 25'/2ºT). Técnico: Doriva.