icons.title signature.placeholder Fellipe Lucena
06/11/2014
15:02

A diretoria do Palmeiras vai solicitar à seleção chilena que o meia Valdivia seja liberado dos amistosos contra Venezuela e Uruguai, nos dias 14 e 18 de novembro. Dessa forma, ele poderia defender o Verdão tanto no clássico contra o São Paulo, dia 16, quanto no confronto com o Sport, que o clube tenta transferir do dia 20 para o dia 19 para poder inaugurar o Allianz Parque.

Se não conseguir a desconvocação, o Verdão espera que o Mago fique fora ao menos do duelo contra a Venezuela, que será disputado na cidade de Antofagasta, no Chile. Dessa forma, ele viajaria após o Choque-Rei, enfrentaria o Uruguai em Santiago e, para poder encarar o Sport, voltaria direto para a concentração da equipe alviverde - isso se o duelo com os pernambucanos não for mantido para o dia 20, no Pacaembu.

Mesmo que seja liberado pelo Chile, o camisa 10 não poderá participar do Choque-Rei se for advertido com o terceiro cartão amarelo diante do Atlético-MG, neste sábado, no Pacaembu.

A convocação significa um recomeço para o Mago em seu país. Depois da Copa do Mundo, ele anunciou que não gostaria mais de defender "La Roja". Depois, voltou atrás e convenceu Jorge Sampaoli a reintegrá-lo. Antes, Valdivia sempre tratou a seleção com total prioridade, tanto que conseguiu ser liberado com vários dias de antecedência para iniciar a preparação para o Mundial.