icons.title signature.placeholder Caio Carrieri
28/12/2013
07:08

Pretendido pelo técnico Gilson Kleina, o lateral-direito Jorge Moreira, do Libertad (PAR), está decidido a transferir para o Palmeiras em 2014. Por isso, ele já comunicou a diretoria do clube paraguaio que deseja ser vendido, e seu empresário desembarca em São Paulo no início de janeiro para tentar finalizar a negociação, iniciada há mais de 15 dias.

– As conversas foram difíceis a princípio, mas o Brunoro (diretor-executivo do Palmeiras) foi muito bem nas reuniões com o Libertad e acredito que o negócio será finalizado logo no começo do próximo ano. Chego ao Brasil no dia 3 e vou me reunir com o Palmeiras dia 4 – revelou ao LANCE!Net o Hector Peralta, representante de Moreira.

A tendência é que um dirigente do Libertad acompanhe o agente na viagem e nas tratativas no país. 

José Carlos Brunoro esteve em Assunção (PAR) há pouco mais de uma semana e se encontrou com Carlos Agûero, presidente gumarelo. Conseguiu diminuir a pedida inicial dos paraguaios pelo lateral, que era de US$ 2 milhões (R$ 4,7 milhões) – as novas cifras são mantidas em sigilo –, mas não fechou totalmente a compra do atleta.

Os direitos econômicos de Moreira estão divididos igualmente entre seu clube e outro empresário.

Pessoas que participam das conversas dizem que uma viagem do mandatário Paulo Nobre à Suíça, de férias, na época em que Brunoro estava no Paraguai, foi um empecilho para o Verdão não ter batido o martelo pelo reforço pedido por Kleina. Nobre já retornou da Europa.

Enquanto tenta a liberação do jogador de 23 anos, o Palmeiras já acertou as bases salariais e o tempo de contrato com ele. Se a mudança de país vingar, ele receberá no Palestra Itália entre 30 mil e 40 mil dólares (R$ 70 mil e R$ 95 mil) por um contrato de que deve ser de quatro temporadas. De acordo com o agenciador, não há cláusula de produtividade.

O vínculo de jogador com a sua equipe vai até o fim de 2014 – em julho ele poderá firmar pré-contrato.

Vaivém: As principais novidades do futebol brasileiro