icons.title signature.placeholder Fabricio Crepaldi
08/12/2013
19:49

Bruno César foi o nome escolhido pela comissão técnica do Palmeiras para reforçar o meio de campo. Porém, atualmente, há um certo pessimismo no clube sobre as chances de a negociação vingar.

Isso porque um negócio como esse envolveria muito dinheiro. Ele tem contrato com o Al-Ahli (SAU) até 2017 e só viria por empréstimo.

O clube árabe já sinalizou que aceitaria esse tipo de negócio. O problema é o alto salário que o atleta recebe, que teria de ser diminuído para ele acertar com o Verdão. O clube vive momento ruim financeiramente e não fará loucuras na hora de tentar reforçar o elenco.

Em entrevistas recentes, Bruno César disse que até toparia diminuir um pouco seus vencimentos, mas não gostaria de ter um contrato de produtividade. Ele espera um desfecho rápido das conversas.

Até por conta da dificuldade na parte financeira da negociação com o ex-corintiano, o zagueiro Lúcio e o meia Elano são as prioridades da diretoria do Palmeiras neste momento. Há reuniões marcadas com os representantes dos dois para o início dessa semana para começar as tratativas.