icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
19/12/2013
15:08

O Palmeiras festeja nesta quinta-feira o 20º aniversário do título brasileiro de 1993, conquistado em decisão contra o Vitória. A equipe de Vanderlei Luxemburgo, que já havia vencido o primeiro jogo por 1 a 0, em Salvador, fez 2 a 0 no Morumbi e ficou com o troféu. O clube seria campeão mais uma vez em 1994.

- O Vitória era uma equipe jovem com alguns experientes. Era um time muito rápido no ataque e tinha um goleiro ótimo que estava começando, que era o Dida. Mas atropelamos, não demos chance alguma. Dominamos tanto o primeiro quanto o segundo jogo - disse o ex-zagueiro Cléber, ao site oficial do clube.

Aquela equipe, que já havia faturado o Campeonato Paulista e o Rio-São Paulo, tinha jogadores como Roberto Carlos, César Sampaio, Edílson, Zinho, Edmundo e Evair. Os dois últimos estão entre os maiores ídolos da torcida e marcaram os gols da final.

Em 1993, uma das melhores temporadas da história palmeirense, foram 83 partidas, 51 vitórias, 19 empates e 13 derrotas, com 144 gols marcados, 69 gols sofridos e três títulos que lavaram a alma: o clube amargava 17 anos sem taças antes de faturar o Estadual.

Hoje, o Palmeiras se gaba por ser o maior colecionador de títulos nacionais: dez, sem contar o bicampeonato da Série B e outros torneios secundários, como a Copa dos Campeões de 2000.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 2 X 0 VITÓRIA

Data: 19/12/1993
Local: Morumbi (São Paulo)
Árbitro: Márcio Rezende de Freitas (MG)
Público: 88.644 pessoas
Renda: CR$ 169.028.500,00
Gols: Evair e Edmundo
Cartões amarelos: Gil Sergipano, Rodrigo, João Marcelo e Renato Martins
Cartão vermelho: China

Palmeiras: Sérgio; Gil Baiano, Antônio Carlos, Cléber (Tonhão, 41 do 2º) e Roberto Carlos; César Sampaio, Mazinho e Edílson; Edmundo, Evair (Sorato, 41 do 2º) e Zinho. Técnico: Wanderley Luxemburgo.

Vitória: Dida; Rodrigo, João Marcelo, China e Renato Martins; Gil Sergipano, Roberto Cavalo e Paulo Isidoro; Alex Alves, Claudinho e Giuliano (Fabinho, 30 do 1º, depois Evandro, 11 do 2º). Técnico: Fito Neves.