icons.title signature.placeholder Thiago Ferri
13/07/2014
08:32

O Palmeiras realizou na sexta-feira a segunda reunião por Facundo Ferreyra, atacante do Shakhtar Donetsk (UCR). Até agora, a negociação não tem sido fácil. Os europeus querem vender o argentino, enquanto o Verdão, sem verba para grandes investimentos, negocia para tê-lo por empréstimo.

Apesar da dificuldade, o clube alviverde não desiste do jogador de 23 anos, e mantém conversas com os ucranianos. Revelado pelo Banfield (ARG), Facundo foi um pedido de Ricardo Gareca, com quem trabalhou no Vélez Sarsfield (ARG) entre 2012 e 2013. No ano passado, o Shakhtar pagou 7 milhões de euros pelo jogador (R$ 21 milhões).

Pelo time ucraniano, contudo, ele não deslanchou: 21 jogos e três gols na última temporada. Desempenho bem abaixo daquele apresentado no clube de Liniers sob o comando de El Flaco: 17 gols em 26 partidas. Destes, 13 foram na campanha do Vélez no título argentino de 2012, na qual foi o artilheiro do time.

As conversas entre Palmeiras, Facundo e Shakhtar continuarão nesta semana. O jogador esteve perto de ir para os Emirados Árabes, e também chama a atenção do Torino (ITA). O técnico Mircea Lucescu gostaria de cedê-lo temporariamente apenas a outros times da Europa, a fim de analisar seu desempenho mais de perto.

Para conseguir comprar os direitos econômicos de Facundo, o Palmeiras dependeria da ajuda de um investidor. Por enquanto, o clube não trabalha com esta hipótese.

O pedido de Gareca pelo atacante com passagens pela seleção sub-20 da Argentina se deu para haver outra opção para centroavante. Por enquanto, Henrique é o dono da posição, já que não há um real rival na disputa. Contra o Santos, com o camisa 19 suspenso, o técnico armará o time sem referência. Lucas Pratto, do Vélez (ARG), segue distante: no sábado, ele participou de jogo-treino no clube argentino contra o Godoy Cruz, e foi titular.