icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
30/11/2013
18:23

Fim do suplício palmeirense. Depois de 38 intermináveis rodadas e seis meses de sofrimento, o Verdão se despede da Série B, com a esperança de jamais disputá-la novamente. O adeus da equipe foi com derrota por 1 a 0 para a Chapecoense, vice-campeã, que coroou a brilhante campanha com um triunfo diante da sua torcida. De pênalti, Bruno Rangel, artilheiro da competição com 32 gols, foi quem balançou as redes, em cobrança de pênalti.

Se o Palmeiras fez a sua obrigação e garantiu o acesso e o título com sobras, a equipe catarinense por sua vez tem motivos de sobra para se orgulhar. Foi quem menos perdeu e o único time a não sofrer gols do Verdão.

Os melhores times da Segundona entraram em campo sem pretensões e fizeram um jogo no qual prevaleceu a transpiração ao invés da inspiração. Repleto de reservas, o Palmeiras sentiu falta de Valdivia e teve problemas na criação. Alan Kardec até tentou sair da área para criar algumas chances e contou com a ajuda de Felipe Menezes, mas não foi suficiente.

E MAIS
> Confira no link do Tempo Real os lances de Chapecoense x Palmeiras
> Juninho diz que árbitro 'compensou' em pênalti na derrota do Palmeiras
> Kleina vê missão cumprida e festeja por não 'começar do zero' em 2014

Do lado da Chapecoense, muita velocidade e aposta em Bruno Rangel, referência da equipe. No fim do primeiro tempo, Glaydson cruzou na área e Juninho cortou com a mão. O artilheiro da Série B não perdoou.

Na etapa final o jogo ganhou mais emoção, com o Palmeiras partindo para o ataque e dando espaço para os contra-ataques dos donos da casa. Apesar das muitas chances criadas, ninguém conseguiu marcar  e o 1 a 0 foi mantido.

Agora, Palmeiras e Chapecoense entram em férias, antes de iniciar a preparação para 2014, quando se encontrarão novamente, desta vez na Série A.

FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE 1 X 0 PALMEIRAS

Local: Arena Condá, Chapecó (SC)
Data e hora: 30/11/2013, às 16h20 (horário de Brasília)
Árbitro: Wagner Magalhães (RJ)
Auxiliares: Edilson Pereira (TO) e Marco Antônio Moreira (GO)
Público e renda: 9.251 pagantes / R$ 123.100,00
Cartões amarelos: Athos, Rafael Lima, Glaydson, Fabinho Gaúcho, Wanderson e Neném (CHA); Wendel e Juninho (PAL);

GOLS: Bruno Rangel, aos 44'1ºT (1-0);

CHAPECOENSE: Nivaldo, Alemão (Glaydson, 22'1ºT), Rafael Lima, Dão e Wanderson; Fabinho, Paulinho Dias, Diego Felipe e Athos (Danilinho, 10'2ºT); Potita (Neném, 34'2ºT) e Bruno Rangel. Técnico: Gilmar Dal Pozzo

PALMEIRAS: Fábio, Wendel (Bruno Oliveira, Intervalo), Tiago Alves, Thiago Martins e Juninho; Eguren (Ananias, 6'2ºT), Renatinho, Charles (Ronny, 26'2ºT) e Felipe Menezes; Serginho e Alan Kardec. Técnico: Gilson Kleina