icons.title signature.placeholder Murilo Dias
30/07/2014
23:51


Campeonato diferente, adversário estrangeiro. O Palmeiras tinha na noite desta quarta-feira a chance de respirar e sair do momento em que vive. Assim o fez e venceu a Fiorentina (ITA) pelo placar de 2 a 1, em partida válida pela Copa EuroAmericana. Festa dos comandados de Ricardo Gareca, que venceu a primeira em casa desde que assumiu o comando da equipe.

Jogando de azul, o Verdão se mostrou acuado durante grande parte do primeiro tempo, mas aproveitou as chances que teve para abrir o placar. Victor Luis, que teve seu contrato renovado, arriscou de fora da área e marcou um belo gol. Leandro, também em bonita jogada, ampliou para o time ainda no primeiro tempo.

Com gol de seu melhor jogador, Rossi, que entrou na segunda etapa, a Fiorentina assustou e pressionou muito o Palmeiras, mas não conseguiu evitar a derrota. Com o placar, a América empata com a Europa em 4 a 4, e a decisão da Copa EuroAmericana será neste sábado, no duelo entre a Viola e o Universitário (PER).

O JOGO

Ainda com o peso de estar seis jogos seguidos sem vitórias no Campeonato Brasileiro, o Palmeiras entrou de forma receosa na partida. Com medo de errar, o Verdão permitiu que a Fiorentina trocasse a bola sem problemas nos primeiros minutos da partida.

O time italiano teve até uma grande chance de gol, quando, mais uma vez, a defesa deixou um grande espaço e Babacar sobrou livre para marcar, após boa troca de passes. O atacante, no entanto, perdeu o gol.

Quem não perdeu foi Victor Luis. O lateral-esquerdo deu o primeiro chute do Alviverde na partida e o fez de forma certeira, com uma finalização forte de fora da área que morreu no fundo da meta defendida pelo goleiro Neto. Após o lance, o que se viu foi um Palmeiras recuado, porém fechado em sua defesa, e uma Fiorentina com certo desinteresse no jogo.

O que pode complicar o Palmeiras durante esta temporada, como já avisado pelo atacante Diogo e visto nas partidas contra Santos, Cruzeiro e Corinthians, são os momentos em que a defesa parece congelar.

E o lado direito do setor defensivo do Verdão parece que sente mais frio. Weldinho e Wellington, responsáveis pela marcação no local, falharam em diversos momentos da partida. Porém, se um lado penava, o outro brilhava. Após o lateral-esquerdo abrir o placar, Leandro, também por aquela faixa, arrancou e invadiu a área da Fiorentina para marcar um belo gol.

Se a torcida festejou nas arquibancadas, o atacante não comemorou em campo. Festas à parte, final de primeiro tempo com um Palmeiras sabendo lidar com a pressão e superior no placar.

MUDAM OS TIMES, NÃO MUDA O FUTEBOL

Com regulamento que permite até cinco substituições no jogo, os técnicos não pouparam esforços e modificaram muito seus times durante a segunda etapa. Contudo, o futebol apresentado pelas equipes não mudou. Pior que isso, as equipes caíram de rendimento.

Porém, uma das novidades da segunda etapa resolveu colocar fogo no jogo. Rossi, que entrou na segunda etapa, aproveitou chance em dividida com Victor Luis e diminuiu para o time italiano.

Com Victorino em campo pela primeira vez, a torcida do Palmeiras foi à loucura e comemorava a cada toque na bola do uruguaio. À loucura também foram quando a defesa alviverde falhou novamente e quase viu a Fiorentina empatar.

Pressionado, o Palmeiras voltou a mostrar postura acuado e viu seu goleiro Fábio se posicionar muito mal. O gol de empate da Fiorentina não saiu por pouco. Desta forma, a vitória veio para o Verdão. Não vale três pontos no Campeonato Brasileiro, mas já alivia a situação do quase centenário Verdão.

Verdão levou o Troféu Julinho Botelho (Foto: Ari Ferreira/LANCE!Press)

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 2 X 1 FIORENTINA-ITA

Local: Estádio do Pacaembu, São Paulo (SP)
Data/ hora: 30/07/2014
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Assistentes: Marcio Luiz Augusto e Vicente Romano Neto (ambos de SP)
Público/renda: 20.285/R$ 921.182,50

GOLS: Victor Luis (13’/1ºT), Leandro (35’/1ºT), Rossi (27’/2ºT).

PALMEIRAS: Fábio; Weldinho, Wellington (Victorino, 29'/2°T), Marcelo Oliveira e Victor Luis; Wesley (Mazinho, 25'/2°T), Josimar, Mendieta (Bernardo, 12'/2°T) e Allione (Léo Cunha, 12'/2°T); Leandro e Érik (Patrick Vieira, 8'/2°T). Técnico: Ricardo Gareca.

FIORENTINA: Neto, Tomovic, Hegazi, Savic; Pasqual, Bakic (Piccini, 27'/2°T), Lazzari (Vargas, 8'/2°T), Matías Fernandez (Vecino Falero, intervalo), Ilicici (Rossi, 18'/2°T); Babacar e Joaquim (Pizarro, 8'/2°T). Técnico: Vincenzo Montella.