icons.title signature.placeholder Fellipe Lucena e Thiago Ferri
21/07/2014
11:42

O Palmeiras negocia com o Vélez Sarsfield (ARG) para ter mais um jogador que trabalhou com Ricardo Gareca: Agustín Allione. O meio-campista argentino de 19 anos é tido como uma promessa do clube de Liniers, e foi pedido para a vaga que poderia ser de Carlos Carbonero, volante colombiano que disse "não" ao Alviverde porque deseja jogar na Europa. Allione, titular do Vélez, já fala como reforço:

- Estou contente pela oportunidade. Um pouco triste por deixar um clube que me deu tudo. Ricardo Gareca tem muito a ver com minha decisão - disse, ao canal TyC Sports.

A negociação foi fechada em US$ 2,7 milhões (R$ 6 milhões), e o Palmeiras ficará com 80% dos direitos de Allione - os outros 20% seguem com o Vélez, que já publicou em seu site oficial que o jogador começou a se despedir dos companheiros, pois está em negociações bem avançadas para reforçar o Palmeiras. Seu contrato deve ser de quatro anos e ele deve chegar ao Brasil na quinta-feira.

Campeão argentino e de uma Supercopa com Gareca no Vélez, Allione foi até analisado pelo Manchester City (ING) no início do ano. É um jogador que atua pelo lado direito do campo e faz tanto a função de volante, quanto a de meia. Seria uma opção para deixar El Flaco montar o meio de campo da forma como gosta, com três volantes e um meia - que o Verdão ainda busca.

Depois de ver Tobio ir embora, e Lucas Pratto flertar com o Palmeiras há três meses, o presidente do Vélez, Miguel Calello, tinha dito à reportagem do LANCE!Net que até sábado não havia sido procurado pelo clube brasileiro. Ele até ironizou o Verdão, dizendo que o time quer todos os seus jogadores. A crise financeira que a equipe de Liniers vive, porém, faz com que seja necessário negociar ao menos um atleta. No treino desta segunda, o jovem apenas correu no gramado.

O interesse em Allione não atrapalha em negociações com Maxi Moralez, que chegaria para ser o armador do time, na vaga que Valdivia deixou aberta. O meia da Atalanta (ITA) também passou pelo Vélez com Gareca, assim como Facundo Ferreyra, atacante do Shakhtar Donetsk (UCR) pedido pelo treinador, e que não quer voltar à Ucrânia diante do conflito entre o país e a Rússia.

* Atualizada às 16h10