icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
23/02/2015
16:59

O maior lateral da história do Flamengo foi Leandro. Matava a bola no peito diante de Romário e Roberto Dinamite e saía jogando, sem medo de ser feliz. Quem faria isto hoje? Mas Léo Moura é de grande importância para o clube. Ninguém faz mais de 500 jogos com a camisa rubro-negra sem se tornar relevante.

Júnior, é claro, também tem espaço ao lado de ambos, como Murilo, Jorginho, estes pela direita, e Jordan e Paulo Henrique, pela esquerda, foram fundamentais. Mas os craques passam e o Flamengo fica.

O que vale é dizer que Léo Moura já está definitivamente na galeria dos grandes. Ninguém poderá excluí-lo. Muito pelo contrário. Resta torcer para que apareça outro igual. Que assim seja. Amém.