icons.title signature.placeholder Felipe Bolguese
24/03/2014
18:16

Desde o início do ano, após insucesso do Flamengo em manter Elias, o Corinthians monitora a situação do volante e promete fazer uma nova investida. Com o prazo curto para trazê-lo antes do início do Brasileirão, uma vez que a janela de transferências internacionais do Brasil fecha no dia 31 de março, o pai do jogador, Eliseu Trindade, cobra uma atitude mais enérgica do Timão.

– O Corinthians quer o Elias, o Elias quer voltar, mas precisava ter alguém lá em Portugal para acertar com o Sporting (POR), a forma da transferência... Já tinha que ter alguém lá para fazer essa negociação. Se existe interesse em repatriá-lo, tinha que ter diretor negociando – afirmou, ao LANCE!Net.

Nos últimos dias, o presidente Mário Gobbi Filho tem ressaltado o desejo de repatriar Elias, mas destaca a dificuldade pelo alto valor. Entre o fim do ano passado e os primeiros meses desse ano, o Flamengo chegou a oferecer até 6 milhões de euros (cerca de R$ 19 milhões) por 50% dos direitos econômicos de Elias, mas os portugueses rejeitaram, pedindo 8 milhões de euros (cerca de R$ 25,5 milhões).

O Rubro-Negro, para o qual ele estava emprestado até o fim de 2013, era a prioridade do jogador, mas agora não há preferência.

O jogador, que chegou a pedir R$ 700 mil mensais de salários e R$ 2,5 milhões de luvas ao Corinthians, tem afirmado que já aceita baixar a pedida.

– Ele tem o desejo de retornar ao Brasil para um clube em que ele se deu bem. Em princípio, o clube seria o Flamengo, até pelo ano passado. O Corinthians é o clube do coração, praticamente o revelou para o futebol, ele ficaria perto da familia, jogaria com o treinador que gosta, que também gosta de trabalhar com ele... – ressaltou o pai do volante.

O empresário Carlos Leite, procurado pelo L!Net, disse não ter sido procurado pelo Timão agora. O gerente Edu Gaspar não retornou as ligações da reportagem.

Se passar de 31 de março, os clubes brasileiros só poderão contratar jogadores do exterior entre 14 de julho e 13 de agosto, quando abrirá a janela brasileira no meio do ano.