icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
19/07/2013
09:21

O duelo entre Criciúma e Grêmio neste sábado, no Heriberto Hülse, válido pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro, pode marcar o reencontro da dupla Ozéia e Gilson com Renato Portaluppi e o Tricolor gaúcho. Eles defenderam o Grêmio no início da primeira passagem do treinador pelo clube, em 2010, mas agora são jogadores da equipe catarinense.

Gilson defendia o Paraná antes de chegar ao Grêmio, como uma indicação de Renato. O lateral-esquerdo teve boas e, mesmo sendo reserva, ajudou um time que de candidato ao rebaixamento conquistou uma vaga para a Libertadores de 2011.

- O Renato me viu atuar pelo Paraná na época e me chamou para o Grêmio, disse que o objetivo inicial era tirar a equipe da zona de rebaixamento e acabamos conseguindo mais que isto, colocamos o time na Libertadores, apesar da situação complicada quando da chegada do professor. Renato fez de um time modesto, quase campeão. Lembro que por pouco ainda não lutamos pelo título - disse o jogador, antes de elogiar o agora técnico rival:

- Tenho só elogios para fazer dele, é um grande treinador, sabe chamar atenção dos boleiros, fazer carinho, como ele diz, quando tem que fazer. Tenho certeza que para ele ganhar um grande título, é questão de continuidade de trabalho, pois o Renato é muito competente.

Ozéia, que não era uma das principais opções de Renato na zaga, também destacou a importância do reencontro, que ele espera ser com uma vitória para o Criciúma.

- Tive o privilégio de trabalhar com o Renato em 2010 e apesar de não ter atuado muito na época, ele mostrou com o time que é um treinador muito competente. Desejo a ele muita sorte neste retorno, exceto no jogo deste sábado, pois queremos fazer valer o fator local para vencer o Grêmio.

Gilson, recuperado de lesão, deve ser novamente relacionado pelo técnico Vadão, enquanto que Ozéia busca uma vaga entre as opções do técnico no banco de reservas, após voltar de empréstimo do Al-Hilal, da Arábia Saudita.

O duelo entre Criciúma e Grêmio neste sábado, no Heriberto Hülse, válido pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro, pode marcar o reencontro da dupla Ozéia e Gilson com Renato Portaluppi e o Tricolor gaúcho. Eles defenderam o Grêmio no início da primeira passagem do treinador pelo clube, em 2010, mas agora são jogadores da equipe catarinense.

Gilson defendia o Paraná antes de chegar ao Grêmio, como uma indicação de Renato. O lateral-esquerdo teve boas e, mesmo sendo reserva, ajudou um time que de candidato ao rebaixamento conquistou uma vaga para a Libertadores de 2011.

- O Renato me viu atuar pelo Paraná na época e me chamou para o Grêmio, disse que o objetivo inicial era tirar a equipe da zona de rebaixamento e acabamos conseguindo mais que isto, colocamos o time na Libertadores, apesar da situação complicada quando da chegada do professor. Renato fez de um time modesto, quase campeão. Lembro que por pouco ainda não lutamos pelo título - disse o jogador, antes de elogiar o agora técnico rival:

- Tenho só elogios para fazer dele, é um grande treinador, sabe chamar atenção dos boleiros, fazer carinho, como ele diz, quando tem que fazer. Tenho certeza que para ele ganhar um grande título, é questão de continuidade de trabalho, pois o Renato é muito competente.

Ozéia, que não era uma das principais opções de Renato na zaga, também destacou a importância do reencontro, que ele espera ser com uma vitória para o Criciúma.

- Tive o privilégio de trabalhar com o Renato em 2010 e apesar de não ter atuado muito na época, ele mostrou com o time que é um treinador muito competente. Desejo a ele muita sorte neste retorno, exceto no jogo deste sábado, pois queremos fazer valer o fator local para vencer o Grêmio.

Gilson, recuperado de lesão, deve ser novamente relacionado pelo técnico Vadão, enquanto que Ozéia busca uma vaga entre as opções do técnico no banco de reservas, após voltar de empréstimo do Al-Hilal, da Arábia Saudita.