icons.title signature.placeholder Felipe Mendes, enviado especial*
icons.title signature.placeholder Felipe Mendes, enviado especial*
07/07/2013
10:29

A primeira medalha de ouro do Brasil na Universíade de Kazan, na Rússia, é do judô. Esporte que mais deu láureas para o Brasil em Jogos Olímpicos, a modalidade começou muito bem na competição russa. Depois do bronze de Rafael Buzacarini, a judoca Rochele Nunes, da categoria pesado (+78kg), deu show nos tatames da Tatneft Arena, venceu a campeã olímpica em Londres-2012, a cubana Idalys Ortiz, e subiu no ponto mais alto do pódio.

Na primeira luta, Rochele venceu por ippon a coreana Eunkyeong Kim. Nas quartas de final, novamente por ippon, passou pela francesa Anne-Fatoumata Mbairo. Na semifinal, a brasileira não deu chances para a bielorrussa Maryna Slutskaya e, mais uma vez, venceu com um ippon. E, na grande decisão, num combate complicado contra a cubana, Rochele conquistou a vitória no apagar das luzes.

A judoca brasileira tinha sofrido três punições, contra duas da rival. Mas, nos segundos finais, Rochele conseguiu encaixar um belo golpe e derrotar a cubana com um yuko.

Agora o histórico de confrontos entre as duas judocas está empatado em 2 a 2. Antes do combate deste domingo, Ortiz havia vencido nas oitavas de final do Mundial de Roterdã (HOL), em agosto de 2009, e na semifinal da Copa do Mundo em Isla Margarita, em junho de 2010. Rochele, por sua vez, tinha ganhado nas quartas de final do Grand Slam do Rio de Janeiro, em junho de 2011.

* O repórter viaja a convite da CBDU

L!TV acompanha a linda festa de abertura da Universíade

A primeira medalha de ouro do Brasil na Universíade de Kazan, na Rússia, é do judô. Esporte que mais deu láureas para o Brasil em Jogos Olímpicos, a modalidade começou muito bem na competição russa. Depois do bronze de Rafael Buzacarini, a judoca Rochele Nunes, da categoria pesado (+78kg), deu show nos tatames da Tatneft Arena, venceu a campeã olímpica em Londres-2012, a cubana Idalys Ortiz, e subiu no ponto mais alto do pódio.

Na primeira luta, Rochele venceu por ippon a coreana Eunkyeong Kim. Nas quartas de final, novamente por ippon, passou pela francesa Anne-Fatoumata Mbairo. Na semifinal, a brasileira não deu chances para a bielorrussa Maryna Slutskaya e, mais uma vez, venceu com um ippon. E, na grande decisão, num combate complicado contra a cubana, Rochele conquistou a vitória no apagar das luzes.

A judoca brasileira tinha sofrido três punições, contra duas da rival. Mas, nos segundos finais, Rochele conseguiu encaixar um belo golpe e derrotar a cubana com um yuko.

Agora o histórico de confrontos entre as duas judocas está empatado em 2 a 2. Antes do combate deste domingo, Ortiz havia vencido nas oitavas de final do Mundial de Roterdã (HOL), em agosto de 2009, e na semifinal da Copa do Mundo em Isla Margarita, em junho de 2010. Rochele, por sua vez, tinha ganhado nas quartas de final do Grand Slam do Rio de Janeiro, em junho de 2011.

* O repórter viaja a convite da CBDU

L!TV acompanha a linda festa de abertura da Universíade