icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
17/11/2013
11:06

A sensação no vestiário do Botafogo, após a vitória por 4 a 0 sobre o Atlético-PR, na noite deste sábado, no Maracanã, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro, era de alívio e felicidade. Depois de uma semana de muita pressão devido a manifestações agressivas por parte de torcidas organizadas do clube, revoltadas com a queda de rendimento da equipe, o técnico Oswaldo de Oliveira falou da emoção vivida no jogo contra o Furacão.

- Estou muito feliz, mas muito tranquilo. Às vezes ficamos um pouco cansados. Estamos em uma rotina forte, uma correria muito grande. Nossos bastidores parecem até de uma peça de teatro. Mas graças a Deus a coisa se encaixou muito bem - disse Oswaldo.

NINGUÉM CALA
- Estão todos de parabéns: o time e os torcedores do Botafogo

E MAIS
- Sem mistério, Oswaldo define o substituto de Bolivar após expulsão

Mesmo reconhecendo a grande performance do Botafogo na partida, Oswaldo disse que, na sua opinião, o time paranaense - pela campanha que tem feito e pelo bom futebol que vem apresentando - não merece perder por um placar tão extenso. Segundo ele, se pudesse, dividiria os quatro gols de sábado com a partida anterior, em que os alvinegros empataram sem gols com a Portuguesa.

- Se pudesse, distribuiria os gols para o jogo contra a Portuguesa. Naquele jogo tivemos muitas chances e não conseguimos marcar. O placar foi exagerado. É bom para o ego, confiança, clima e atmosfera de trabalho. Inspira e e dá força para retomar a posição no G-4. Queremos essa classificação.

Com 57 pontos, o Botafogo está de volta ao G4, mesmo que temporariamente, já que Grêmio, quarto colocado, e Goiás, quinto, jogam neste domingo, contra Flamengo e Internacional, respectivamente.

Botafogo atropela Atlético-PR no Maracanã