icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
14/03/2014
15:03

Os quatro desfalques imediatos para a partida deste domingo, às 18h30, contra o Rio Claro, pela penúltima rodada do Campeonato Paulista, devem forçar o técnico Oswaldo de Oliveira a promover algumas novidades na lista de relacionados do Santos. Um dos jogadores que ainda não teve chance de entrar em campo é o experiente Léo, que decidiu trocar a lateral-esquerda pelo meio de campo no ano passado, mas ainda não conseguiu ter uma sequência de atuações.

Léo operou o joelho esquerdo no fim do ano passado e participou de uma pré-temporada especial. Só na última semana, a menos de dois meses do fim de seu contrato, é que foi liberado para treinar em campo. E, nesta sexta-feira, ganhou elogios do técnico Oswaldo de Oliveira, que disse até concordar com uma possível renovação de contrato, que se encerra no próximo dia 30 de abril.

- Tecnicamente, eu assino embaixo (da renovação). Sempre gostei muito dele, mas temos que ver as condições, tem que observar. Se der para espremer a laranja, vamos fazer. Senão, chamaria o Pelé de volta - afirmou Oswaldo, que já declarou outras vezes desde a chegada seu apreço por Léo.

- O Léo está se preparando, tem vencido barreiras, já fez um jogo-treino (3 a 2 sobre o São Vicente, no CT Rei Pelé, terça-feira), e espero que faça mais, pois gostaria de ter a honra de vê-lo jogando novamente. Ele é importantíssimo para o Santos, já tive o prazer de trabalhar antes, e se apresentando em condições vou ter o prazer de utilizá-lo - completou.

Como meia, o jogador de 38 anos teve poucas oportunidades até o momento, e a grande surpresa do discurso de Oswaldo nesta sexta foi a intenção de utilizá-lo na lateral-esquerda, posição onde Léo se tornou um dos principais nomes da história do clube. Sem comentar as situações de Mena e Emerson Palmieri, o treinador falou sobre suas preferências:

- Conheci o Léo como lateral-esquerdo, e gosto dele ali. No meio é uma opção, mas vai depender do estado da equipe. É uma questão que vamos avaliar quando tivermos que avaliar. Por enquanto, está em fase de preparação.