icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
08/12/2013
10:08

Apesar de o Brasil ser um país majoritariamente católico, dentro do futebol do Botafogo alguns jogadores preferem não se apegar a isso para pedir a vaga na Libertadores. Além deles, o técnico Oswaldo de Oliveira acredita que isso serve mais para motivar a torcida.

– Se a torcida se organizar e fizer uma bonita festa, com certeza vai nos ajudar. Mas acredito que esse tipo de coisa serve mais para motivar a torcida. Qualquer energia que venha de qualquer lugar será útil nesta partida – disse o técnico, que teve o discurso endossado pelo lateral-direito Edilson. Para ele, uma ajuda divina será bem-vinda.

– Acredito em Deus, mas qualquer energia que nos ajude será importante. Espero que a torcida se mobilize. Se tiver algo em homenagem a padroeira e vier uma ajuda divina, será bem-vinda.

Um dos mais religiosos do elenco é zagueiro Bolívar. Ele tem uma cruz tatuada no braço direito, além de um terço no peito.