icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
29/07/2013
09:43

A grande diferença técnica e tática mostrada pelo Botafogo nos dois tempos do clássico com o Flamengo não foi um pedido de Oswaldo de Oliveira. De acordo com o treinador, o Alvinegro não poderia ter recuado tanto e, por isso, acabou levando o empate.

Oswaldo ainda fez questão de lembrar as oportunidades que o time comandado por ele perdeu na primeira etapa. Tanto Rafael Marques como Vitinho poderiam ter matado a partida, que acabou terminando empatada em 1 a 1, graças a um gol do Flamengo aos 49 minutos da etapa final:

– Não mandei recuar, não. O time tinha de jogar em cima para conseguir matar o jogo. Tivemos chances com Rafael Marques e Vitinho, mas perdemos. O futebol é assim mesmo, ainda mais se tratando de um clássico.

E MAIS:
> No retorno ao Maracanã, Fla marca no fim e empata com o Botafogo
> Seedorf considera o empate contra o Flamengo justo
> Rafael Marques admite que gol do Bota foi ensaiado ao longo da semana

Muito elogioso com a postura do Glorioso na primeira etapa, o treinador fez questão de falar da dedicação tática do time. Segundo ele, os jogadores se doaram ao máximo pelo Botafogo:

- O Botafogo teve a supremacia no primeiro tempo e marcou o seu gol consciente. Jogamos bem sem tomar sustos. A tática foi excelente e o time mostrou que segue forte. Foi um primeiro tempo incrível.

Mas o gol sofrido pelo Alvinegro no último minuto fez com que perdesse a liderança do Campeonato Brasileiro para o Cruzeiro. O Glorioso volta a campo na próxima quinta-feira contra o Vitória, novamente no Maracanã.

Na volta ao Maraca, Fla arranca empate contra o Botafogo

A grande diferença técnica e tática mostrada pelo Botafogo nos dois tempos do clássico com o Flamengo não foi um pedido de Oswaldo de Oliveira. De acordo com o treinador, o Alvinegro não poderia ter recuado tanto e, por isso, acabou levando o empate.

Oswaldo ainda fez questão de lembrar as oportunidades que o time comandado por ele perdeu na primeira etapa. Tanto Rafael Marques como Vitinho poderiam ter matado a partida, que acabou terminando empatada em 1 a 1, graças a um gol do Flamengo aos 49 minutos da etapa final:

– Não mandei recuar, não. O time tinha de jogar em cima para conseguir matar o jogo. Tivemos chances com Rafael Marques e Vitinho, mas perdemos. O futebol é assim mesmo, ainda mais se tratando de um clássico.

E MAIS:
> No retorno ao Maracanã, Fla marca no fim e empata com o Botafogo
> Seedorf considera o empate contra o Flamengo justo
> Rafael Marques admite que gol do Bota foi ensaiado ao longo da semana

Muito elogioso com a postura do Glorioso na primeira etapa, o treinador fez questão de falar da dedicação tática do time. Segundo ele, os jogadores se doaram ao máximo pelo Botafogo:

- O Botafogo teve a supremacia no primeiro tempo e marcou o seu gol consciente. Jogamos bem sem tomar sustos. A tática foi excelente e o time mostrou que segue forte. Foi um primeiro tempo incrível.

Mas o gol sofrido pelo Alvinegro no último minuto fez com que perdesse a liderança do Campeonato Brasileiro para o Cruzeiro. O Glorioso volta a campo na próxima quinta-feira contra o Vitória, novamente no Maracanã.

Na volta ao Maraca, Fla arranca empate contra o Botafogo