icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
31/07/2014
10:01

O técnico Oswaldo de Oliveira concedeu entrevista coletiva nesta quarta-feira, um dia após o presidente do Santos, Odílio Rodrigues, se pronunciar pela primeira vez a respeito da denúncia de carteirinhas de sócios fantasmas, feita na última semana por opositores.

A princípio, o técnico atendeu aos jornalistas para falar sobre o jogo contra o Londrina, pela Copa do Brasil, mas não escapou de perguntas a respeito da interferência das brigas políticas no ambiente interno. No entanto, ao invés de se esquivar, o treinador preferiu dar sua opinião.

– É claro que tenho preocupação. Espero que não interfira no trabalho. Claro que tudo que está relacionado ao Santos é importante para nós e tem interferência, mas espero que isso não transpire para nós. Até agora não senti nada. Acho até que nós temos tido muito essa preocupação aqui. Temos tido tranquilidade para trabalhar. Espero que continue assim, que as pessoas que estão em disputa eleitoral olhem para o lado do time – disse Oswaldo de Oliveira.

Na terça-feira, o Santos rebateu a denúncia ligando o endereço das carteirinhas falsas a membros da Terceira Via, grupo contrário a Odílio.