icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
28/07/2013
22:03

Durante toda a partida contra o Flamengo, o Botafogo usou com muito mais volume do que o adversário as jogadas de bola aérea para criar chances ou para tentar furar a meta defendida por Felipe. O técnico Oswaldo de Oliveira miniminizou o fato, dizendo que uma partida é conduzida conforme as ações do adversário.

- Tanto Flamengo quanto Botafogo tentaram criar oportunidades no chão também. Hoje, eventualmente, saiu o gol assim. Tem dias que muitas bolas são lançadas, mas tem dias que são poucas. No futebol você não pode premeditar, pois uma coisa que não podemos esquecer que é a interferência direta do adversário muda o estilo do jogo. Se o adversário também age em busca do gol, precisamos agir conforme isso também - disse o treinador alvinegro, que comentou o protesto realizado por torcedores do lado de fora do estádio:

- Acho muito interessante isso (Aristocracia Alvinegra), realmente. O público que não tem tantas possibilidades não pode ser esquecido. Vivemos no Rio de Janeiro, que tem muitas pessoas carentes. Temos que criar alternativas para as pessoas mais carentes também poderem ir ao estádio. Antes, tinha a geral que facilitava. Não podemos esquecê-los, pois também são os responsaveis pela emoção.

E MAIS:
>Gol do Bota foi marcado em jogada ensaiada
>Seedorf considera o empate justo
>Bota e Fla empatam no retorno ao Maraca

O Botafogo terá agora três dias para se preparar antes do próximo compromisso do time no Brasileiro, contra o Vitória, na quinta-feira, às 19h30, também no Maracanã.

Oswaldo comenta articulações de jogadas

Durante toda a partida contra o Flamengo, o Botafogo usou com muito mais volume do que o adversário as jogadas de bola aérea para criar chances ou para tentar furar a meta defendida por Felipe. O técnico Oswaldo de Oliveira miniminizou o fato, dizendo que uma partida é conduzida conforme as ações do adversário.

- Tanto Flamengo quanto Botafogo tentaram criar oportunidades no chão também. Hoje, eventualmente, saiu o gol assim. Tem dias que muitas bolas são lançadas, mas tem dias que são poucas. No futebol você não pode premeditar, pois uma coisa que não podemos esquecer que é a interferência direta do adversário muda o estilo do jogo. Se o adversário também age em busca do gol, precisamos agir conforme isso também - disse o treinador alvinegro, que comentou o protesto realizado por torcedores do lado de fora do estádio:

- Acho muito interessante isso (Aristocracia Alvinegra), realmente. O público que não tem tantas possibilidades não pode ser esquecido. Vivemos no Rio de Janeiro, que tem muitas pessoas carentes. Temos que criar alternativas para as pessoas mais carentes também poderem ir ao estádio. Antes, tinha a geral que facilitava. Não podemos esquecê-los, pois também são os responsaveis pela emoção.

E MAIS:
>Gol do Bota foi marcado em jogada ensaiada
>Seedorf considera o empate justo
>Bota e Fla empatam no retorno ao Maraca

O Botafogo terá agora três dias para se preparar antes do próximo compromisso do time no Brasileiro, contra o Vitória, na quinta-feira, às 19h30, também no Maracanã.

Oswaldo comenta articulações de jogadas