icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
07/04/2014
07:06

A partida contra o Ituano, disputada na tarde deste domingo, foi a primeira decisão de muitos jogadores do Santos, e isso pode ter afetado o desempenho da nova safra dos Meninos da Vila de acordo com o técnico Oswaldo de Olveira. O comandante falou sobre o tema após a derrota por 1 a 0, no Pacaembu, pelo jogo de ida da final do Campeonato Paulista.

- Pode ser. Eles estão tendo essa experiência, primeira vez em uma decisão tão importante. Domingo que vem não terá esse problema - afirmou o treinador, otimista e esboçando um sorriso de confiança nos garotos.

Afirmando que a equipe do Ituano é bem organizada, bem treinada e que sabe muito bem o que faz, Oswaldo afirma que a derrota não foi nenhuma surpresa. Agora, com a vantagem do empate para o clube de Itu, o técnico santista já sabe que enfrentará uma defesa muito bem postada no próximo domingo.

- Temos que trabalhar para corrigir o que deixou a desejar e nos organizarmos para furar um bloqueio que no próximo jogo certamente vai ser maior do que esse - projetou.

Oswaldo ainda reclamou da decisão da Federação Paulista de Futebol, que marcou os dois jogos da final para o Pacaembu, mas fez uma ressalva ao afirmar que o palco não foi determinante para a derrota. Além disso, o comandante reagiu naturalmente à declaração de Cícero, que assumiu a culpa da derrota por ter desperdiçado um pênalti ainda no primeiro tempo.

- A equipe no geral não se comportou bem, mas temos de esquecer esse jogo. Eu, como capitão, tive chance no pênalti, mas falhei. É pensar na frente. Foi mais erro do Santos do que mérito do Ituano - disse Cícero, após a partida.


Ituano surpreende e vence o Santos pelas finais do Paulistão