icons.title signature.placeholder Kaíque Ferreira
icons.title signature.placeholder Kaíque Ferreira
03/07/2013
13:04

- Aquela semifinal contra o Corinthians foi o jogo mais frustrante para mim no ano.

A frase foi dita pelo atacante Osvaldo, ao LANCE!Net, para tentar resumir o último Majestoso dele. No dia 5 de maio, pela semifinal do Campeonato Paulista, o camisa 17 do Tricolor levou a pior em uma dividida com o zagueiro Gil e, com dores no quadril, teve de ser substituído por Douglas, logo aos 12 minutos da etapa inicial. Saiu de campo aos prantos.

De longe, impossibilitado de atuar, viu a equipe ser derrotada na disputa de pênaltis e perder a chance de disputar uma decisão de torneio estadual. Dias depois, fez tratamento para jogar contra Atlético-MG, duelo em que o Tricolor precisava reverter uma derrota na ida, mas não teve condições de entrar no gramado do estádio Independência.

Por conta disso, não pôde evitar as eliminações da equipe dentro de campo. Agora, no segundo semestre, tem a oportunidade de tornar aquelas  lágrimas da decepção em lágrimas da glória, justamente contra o Corinthians.

Osvaldo deixa o campo após sentir dores no quadril (Foto: Eduardo Viana)

- Estava vindo muito bem no Campeonato Paulista e na Libertadores, mas me lesionei e acabei ficando fora justamente das nossas duas eliminações no primeiro semestre. Além disso, ela quebrou meu momento. Tive que ficar bastante tempo parado e para me recuperar 100%, eu precisava de um tempo, que graças a Deus veio com essa parada para a Copa das Confederações. Foi um período muito triste para mim, me senti impotente, mas o futebol muda todo dia - declarou o jogador, que completou.

- A história mais recente é sempre a mais importante, então vou fazer de tudo para que o final seja feliz dessa vez. Estou me sentindo bem novamente, sem receio pela lesão. Vou lutar muito em campo, como sempre faço, para ajudar o São Paulo.

Na temporada, Osvaldo já participou de 26 partidas e foi às redes em cinco oportunidades. Sem marcar desde 28 de fevereiro, na vitória por 2 a 1 diante do The Strongest (BOL), pela segunda rodada do Grupo 3 da Copa Libertadores, o atacante também busca o seu primeiro gol em clássicos. 

- Aquela semifinal contra o Corinthians foi o jogo mais frustrante para mim no ano.

A frase foi dita pelo atacante Osvaldo, ao LANCE!Net, para tentar resumir o último Majestoso dele. No dia 5 de maio, pela semifinal do Campeonato Paulista, o camisa 17 do Tricolor levou a pior em uma dividida com o zagueiro Gil e, com dores no quadril, teve de ser substituído por Douglas, logo aos 12 minutos da etapa inicial. Saiu de campo aos prantos.

De longe, impossibilitado de atuar, viu a equipe ser derrotada na disputa de pênaltis e perder a chance de disputar uma decisão de torneio estadual. Dias depois, fez tratamento para jogar contra Atlético-MG, duelo em que o Tricolor precisava reverter uma derrota na ida, mas não teve condições de entrar no gramado do estádio Independência.

Por conta disso, não pôde evitar as eliminações da equipe dentro de campo. Agora, no segundo semestre, tem a oportunidade de tornar aquelas  lágrimas da decepção em lágrimas da glória, justamente contra o Corinthians.

Osvaldo deixa o campo após sentir dores no quadril (Foto: Eduardo Viana)

- Estava vindo muito bem no Campeonato Paulista e na Libertadores, mas me lesionei e acabei ficando fora justamente das nossas duas eliminações no primeiro semestre. Além disso, ela quebrou meu momento. Tive que ficar bastante tempo parado e para me recuperar 100%, eu precisava de um tempo, que graças a Deus veio com essa parada para a Copa das Confederações. Foi um período muito triste para mim, me senti impotente, mas o futebol muda todo dia - declarou o jogador, que completou.

- A história mais recente é sempre a mais importante, então vou fazer de tudo para que o final seja feliz dessa vez. Estou me sentindo bem novamente, sem receio pela lesão. Vou lutar muito em campo, como sempre faço, para ajudar o São Paulo.

Na temporada, Osvaldo já participou de 26 partidas e foi às redes em cinco oportunidades. Sem marcar desde 28 de fevereiro, na vitória por 2 a 1 diante do The Strongest (BOL), pela segunda rodada do Grupo 3 da Copa Libertadores, o atacante também busca o seu primeiro gol em clássicos.