icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
29/08/2015
23:53

Após a vitória por 3 a 0 do São Paulo sobre a Ponte Preta, o técnico Juan Carlos Osorio pouco falou sobre o resultado positivo no Morumbi. O treinador teve de responder a diversas questões sobre a possível saída de Alexandre Pato, que está emprestado pelo Corinthians e pode se transferir para o futebol europeu - a janela de transferências fica aberta até segunda-feira.

Osorio disse que "desistiu", elogiou o atacante e ainda afirmou que é difícil compreender como ele ainda está atuando no futebol brasileiro. O treinador, no entanto, declarou que ainda não foi comunicado sobre a possível saída do atleta.

- Honestamente, desisti. Não sei o que falar. Se sair, será uma lástima, uma perda. Ninguém falou nada. Creio que temos uma boa relação profissional, mas a realidade é que ele é o melhor atacante no Brasil. É impossível que não receba ofertas da Europa. Pelo contrário! Acho muito difícil entender que esteja aqui ainda no São Paulo, porque pertence ao Corinthians e a eles não interessa se isso irá desfalcar nosso elenco - disse.

- Acho que vai ser muito difícil competir contra as equipes grandes sem nosso melhor atacante. Melhor no sentido de que mais influencia no jogo e no placar. Há jogadores que afetam o placar, mas não o jogo. Ele tem qualidade para ser importante nas duas coisas. Acho que essa é a grande diferença entre Alexandre e muitos outros jogadores. Meu espírito competitivo e combativo me faz querer ganhar mesmo assim - acrescentou.

Osorio também relembrou as outras saídas de jogadores do São Paulo e o atual momento vivido pelo clube. O técnico já havia demonstrado insatisfação em entrevista coletiva na sexta-feira, no CT da Barra Funda. Na ocasião, disse que muitas pessoas queriam dar palpite dentro do Tricolor e que o elenco não tinha jogadores de qualidades semelhantes.

- Seguramente vou torcer e esperar que ele tome a melhor decisão para ele e sua família. Acho que a decisão de Alexandre não é sua decisão pessoal. Tem a ver com os atletas que já saíram e com a situação atual do clube - afirmou Osorio, que também disse que não quer pedir para Pato permanecer.

- Uma vez mais: temos uma boa relação profissional, mas não acho que seja justo de minha parte pedir a ele ou a outro jogador que fique aqui e que nos ajude. Seria colocar mais coisas em sua cabeça. Creio que ele tem 25 anos, experiência, é um grande jogador... Espero que tome a melhor decisão para todos - declarou.

Após a vitória por 3 a 0 do São Paulo sobre a Ponte Preta, o técnico Juan Carlos Osorio pouco falou sobre o resultado positivo no Morumbi. O treinador teve de responder a diversas questões sobre a possível saída de Alexandre Pato, que está emprestado pelo Corinthians e pode se transferir para o futebol europeu - a janela de transferências fica aberta até segunda-feira.

Osorio disse que "desistiu", elogiou o atacante e ainda afirmou que é difícil compreender como ele ainda está atuando no futebol brasileiro. O treinador, no entanto, declarou que ainda não foi comunicado sobre a possível saída do atleta.

- Honestamente, desisti. Não sei o que falar. Se sair, será uma lástima, uma perda. Ninguém falou nada. Creio que temos uma boa relação profissional, mas a realidade é que ele é o melhor atacante no Brasil. É impossível que não receba ofertas da Europa. Pelo contrário! Acho muito difícil entender que esteja aqui ainda no São Paulo, porque pertence ao Corinthians e a eles não interessa se isso irá desfalcar nosso elenco - disse.

- Acho que vai ser muito difícil competir contra as equipes grandes sem nosso melhor atacante. Melhor no sentido de que mais influencia no jogo e no placar. Há jogadores que afetam o placar, mas não o jogo. Ele tem qualidade para ser importante nas duas coisas. Acho que essa é a grande diferença entre Alexandre e muitos outros jogadores. Meu espírito competitivo e combativo me faz querer ganhar mesmo assim - acrescentou.

Osorio também relembrou as outras saídas de jogadores do São Paulo e o atual momento vivido pelo clube. O técnico já havia demonstrado insatisfação em entrevista coletiva na sexta-feira, no CT da Barra Funda. Na ocasião, disse que muitas pessoas queriam dar palpite dentro do Tricolor e que o elenco não tinha jogadores de qualidades semelhantes.

- Seguramente vou torcer e esperar que ele tome a melhor decisão para ele e sua família. Acho que a decisão de Alexandre não é sua decisão pessoal. Tem a ver com os atletas que já saíram e com a situação atual do clube - afirmou Osorio, que também disse que não quer pedir para Pato permanecer.

- Uma vez mais: temos uma boa relação profissional, mas não acho que seja justo de minha parte pedir a ele ou a outro jogador que fique aqui e que nos ajude. Seria colocar mais coisas em sua cabeça. Creio que ele tem 25 anos, experiência, é um grande jogador... Espero que tome a melhor decisão para todos - declarou.