icons.title signature.placeholder Bruno Grossi
20/06/2014
12:48

Torcedores se desfazendo de bens, brigando com familiares e fazendo loucuras para acompanhar finais de seus clubes não são imagens raras no futebol. Deixar de lado compromissos e obrigações para acompanhar um simples amistoso, porém, soa como algo excêntrico.

E foi exatamente isso que Alexandre fez para seguir os passos do São Paulo em Orlando (EUA). O Tricolor está na cidade desde o último domingo e enfrenta o Orlando City nesta sexta-feira, às 21h (de Brasília), sob olhares atento do fanático torcedor.

Alexandre é natural de Ibiúna, no interior de São Paulo e empresário do ramo de materiais de construção. Entre as obrigações nas lojas das quais é proprietário, ele resolveu arrumar tempo para seguir o time do coração também longe do Morumbi, em hobby que já completa nove anos.

- A primeira vez que viajei com o time foi em 2005, quando enfrentamos o Atlético-PR na Libertadores (empate em 1 a 1 em Porto Alegre. Depois, o Tricolor seria campeão em casa com goleada por 4 a 0). Gostei e não parei mais - contou o são-paulino "roxo", como se definiu.

Chamado de Bolacha pelos amigos, Alexandre se acostumou ao ambiente das viagens do clube e procura sempre os mesmos voos e hoteis. A presença constante criou laços com funcionários tricolores, que cumprimentaram o fanático no saguão do Omni Resort durante a entrevista ao LANCE!Net.

Pé quente na Libertadores de 2005 e na Copa Sul-Americana de 2012 (empate sem gols com o Tigre na Argentina e vitória por 2 a 0 no Morumbi), Alexandre sofreu na Alemanha com a participação pífia do São Paulo na Copa Audi ano passado, mas espera ter voltado a trazer sorte ao clube. A começar pela contratação do ídolo Kaká, confirmada na tarde da última quinta-feira.