icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
20/07/2013
09:02

Uma reunião na quadra da Gaviões da Fiel foi realizada na noite da última quinta-feira com os líderes das principais torcidas organizadas do clube. O motivo: terminar com o clima de tensão que existia entre alguns de seus integrantes.

Além dos representantes da maior organizada do Corinthians, compareceram líderes de outras quatro: Camisa 12, Pavilhão 9, Estopim da Fiel e Macabra, torcidas essas que dividem espaço na arquibancada do Pacaembu com suas faixas, bandeirões e instrumentos.

Por meio das principais redes sociais, algumas dessas organizadas divulgaram mensagens aos seus associados sobre a reunião. A Coringão Chopp falou em "várias ideias de progresso" e "problemas resolvidos". A Estopim também comemorou a volta do clima de paz entre as principais organizadas.

– O objetivo (do encontro) era voltar ao que sempre foi, que é uma harmonia entre todas. Conversamos e ficou tudo esclarecido – explicou um dos torcedores que estiveram na reunião da última quinta.

Nos últimos jogos, o clima não estava bom. Após o jogo contra o Boca Juniors (ARG), por exemplo, houve uma briga na praça Charles Muller na qual representantes de duas uniformizadas não conseguiram resolver as diferenças apenas no diálogo. A polícia teve de intervir para que não houvesse mais violência entre os cerca de cem torcedores no local.

Uma reunião na quadra da Gaviões da Fiel foi realizada na noite da última quinta-feira com os líderes das principais torcidas organizadas do clube. O motivo: terminar com o clima de tensão que existia entre alguns de seus integrantes.

Além dos representantes da maior organizada do Corinthians, compareceram líderes de outras quatro: Camisa 12, Pavilhão 9, Estopim da Fiel e Macabra, torcidas essas que dividem espaço na arquibancada do Pacaembu com suas faixas, bandeirões e instrumentos.

Por meio das principais redes sociais, algumas dessas organizadas divulgaram mensagens aos seus associados sobre a reunião. A Coringão Chopp falou em "várias ideias de progresso" e "problemas resolvidos". A Estopim também comemorou a volta do clima de paz entre as principais organizadas.

– O objetivo (do encontro) era voltar ao que sempre foi, que é uma harmonia entre todas. Conversamos e ficou tudo esclarecido – explicou um dos torcedores que estiveram na reunião da última quinta.

Nos últimos jogos, o clima não estava bom. Após o jogo contra o Boca Juniors (ARG), por exemplo, houve uma briga na praça Charles Muller na qual representantes de duas uniformizadas não conseguiram resolver as diferenças apenas no diálogo. A polícia teve de intervir para que não houvesse mais violência entre os cerca de cem torcedores no local.