icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
21/02/2015
17:14

Depois de fazer críticas na internet - e apagá-las na sequência - ao técnico Muricy Ramalho, a torcida organizada Tricolor Independente demonstrou apoio ao treinador. Antes do início do confronto com o Osasco Audax neste sábado, no Morumbi, pela 6ª rodada do Campeonato Paulista, os integrantes do grupo puxaram coro com o nome do comandante. Logo em seguida, foram entoadas ofensas à imprensa, a quem eles atribuem a culpa pela repercussão das críticas.

No Facebook e no Twitter, a torcida atacou o técnico na última sexta-feira e chegou a sugerir o nome de Vanderlei Luxemburgo para os dirigentes. As publicações foram apagadas minutos depois e deram lugar a uma postagem de apoio a Muricy. Havia a possibilidade de um protesto ser realizado no estádio do Tricolor antes da partida do Paulistão, mas nada foi visto até as 16h40.

Curiosamente, além do nome de Muricy, apenas dois jogadores tiveram os nomes gritados pelos torcedores - incluindo aí os comuns. Até mesmo em partidas longe do Morumbi, os são-paulinos têm o costume de cantar o nome de todos os titulares antes do apito inicial. Neste sábado, apenas Luis Fabiano e Rogério Ceni foram celebrados pelas arquibancadas.

Apesar do clima de decepção após a derrota para o Corinthians pela Libertadores na última quarta-feira, o público no Morumbi foi melhor do que o esperado. Poucos minutos antes do duelo com o Osasco Audax, ainda era possível ver torcedores formando longas filas para comprar ingressos. O preço mais barato para não-sócios era de R$ 40 (R$ 20 a meia-entrada).