icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
14/12/2013
12:47

Um dos responsáveis pela finalização das obras da cobertura da Arena da Amazônia, o operário cearense Marcleudo de Melo Ferreira, de 22 anos, morreu após despencar de uma altura de 35 metros.

Ainda na madrugada de deste sábado, o trabalhador foi levado com vida ao Pronto Socorro 28 de Agosto, mas não resistiu aos ferimentos.
Este foi o segundo acidente fatal no estádio de Manaus em 2013. Em março, Raimundo Nonato Lima da Costa morreu depois de cair de uma coluna de sustentação.

E MAIS:
> Fifa expressa 'grande tristeza' com morte de operário
> Após tragédia na Arena, operário sofre infarto e morre em Manaus
> Acidentes e mortes marcam construções de estádios brasileiros
> Arena Corinthians tem novos prazos definidos e cinco guindastes liberados

A tragédia com Ferreira coincidiu com o apelo divino feito por Joseph Blatter, presidente da Fifa. Pouco depois do acidente que vitimou duas pessoas na Arena Corinthians, o cartola disse que a Fifa deveria pedir 'a Deus e a Alá, para que não houvesse mais nenhum acidente fatal até a Copa de 2014.'

Por meio de nota, a construtora Andrade Gutierrez confirmou o óbito e informou que 'medidas legais estão sendo tomadas em conjunto com órgãos competentes'.

O Comitê Organizador Local da Copa do Mundo (COL) também emitiu comunicado no qual expressou 'sinceros sentimentos à família, parentes, colegas e amigos.'

A obra foi paralisada durante este sábado, mas a entrega segue prevista para janeiro de 2014.