icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
26/07/2013
13:36

O zagueiro Lúcio não será relacionado para enfrentar o Corinthians no clássico de domingo, no Pacaembu, pelo Brasileirão. Contudo, para quem pensa que o defensor foi barrado por problemas físicos, está enganado. A opção de não levá-lo ao Majestoso é técnica, explica o técnico Paulo Autuori.

- Acho que no jogo (contra o Internacional), me perguntaram sobre isso (momento técnico do Lúcio) e respondi que a frequência diminuiu. Ou você para de errar ou diminui a frequência. Como sempre, vou repetir, quando, onde, e com quem é importante. Essa decisão tomamos ontem (quinta) com a pessoa certa, no momento certo e no lugar adequado - disse o treinador, em entrevista coletiva após o treino.

Na atividade da manhã desta sexta, no CT da Barra Funda, Autuori comandou trabalho tático de toque de bola, movimentação e finalização, tanto com cruzamentos e cabeceios (com marcação), como com chutes pelo chão (sem a presença de defensores). Enquanto isso, o camisa 3 treinava em campo separado, supervisionado pelo preparador físico Sérgio Rocha. De acordo com o comandante são-paulino, a decisão de tirá-lo do clássico foi levada com tranquilidade pelo experiente jogador.

- Conversei com ele como sempre converso com todos, olho no olho. Ele é profissional, sabe entender. E nós temos a liberdade de tomar essas decisões - completou o treinador.

Feliz? Autuori se diz satisfeito com treino, mas se irrita com pergunta

O zagueiro Lúcio não será relacionado para enfrentar o Corinthians no clássico de domingo, no Pacaembu, pelo Brasileirão. Contudo, para quem pensa que o defensor foi barrado por problemas físicos, está enganado. A opção de não levá-lo ao Majestoso é técnica, explica o técnico Paulo Autuori.

- Acho que no jogo (contra o Internacional), me perguntaram sobre isso (momento técnico do Lúcio) e respondi que a frequência diminuiu. Ou você para de errar ou diminui a frequência. Como sempre, vou repetir, quando, onde, e com quem é importante. Essa decisão tomamos ontem (quinta) com a pessoa certa, no momento certo e no lugar adequado - disse o treinador, em entrevista coletiva após o treino.

Na atividade da manhã desta sexta, no CT da Barra Funda, Autuori comandou trabalho tático de toque de bola, movimentação e finalização, tanto com cruzamentos e cabeceios (com marcação), como com chutes pelo chão (sem a presença de defensores). Enquanto isso, o camisa 3 treinava em campo separado, supervisionado pelo preparador físico Sérgio Rocha. De acordo com o comandante são-paulino, a decisão de tirá-lo do clássico foi levada com tranquilidade pelo experiente jogador.

- Conversei com ele como sempre converso com todos, olho no olho. Ele é profissional, sabe entender. E nós temos a liberdade de tomar essas decisões - completou o treinador.

Feliz? Autuori se diz satisfeito com treino, mas se irrita com pergunta