icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
04/04/2014
17:55

O imbróglio envolvendo Portuguesa e CBF está longe de um fim. Após conseguir uma liminar para reverter a punição que resultou em seu rebaixamento no Campeonato Brasileiro, a Lusa "motiva" demais clubes a brigarem por vagas na Série A. No evento que marcou a entrega do novo vestiário da Ponte Preta, em parceria com a Brahma, o presidente da Macaca, Márcio Della Volpe, disse que seu clube, assim como Vasco e Náutico – rebaixados na última edição do Nacional – podem alegar que têm direito de disputar a elite do futebol nacional em 2014.

– A partir do momento em que a Portuguesa for confirmada no campeonato com 21 clubes, Ponte, Vasco e Náutico terão direito. Prática do negócio: campeonato não é de 20 clubes? Se for 21, já mudou o campeonato – explicou Della Volpe.

– Eu acho que, se forem 21 clubes, dificilmente o campeonato vai ocorrer na sua normalidade. O Vasco, nem Ponte, nem Náutico, vão ficar passivos. Eu não acredito na possibilidade de 21 clubes. É de 20 ou 24 clubes – completou.

A inclusão da Portuguesa na Série A do Brasileirão deste ano, no entanto, ainda não está garantida. O clube conseguiu, na Justiça Comum, uma liminar para reverter a punição imposta pelo STJD. Ainda há a necessidade de um julgamento para saber se a CBF será ou não obrigada a acrescentar a Lusa na tabela da competição.

– Nós, por enquanto, não temos direito a nada, porque está tudo na instância da Justiça. Cabe à CBF tomar a decisão para vermos o direito que vamos ter – finalizou o presidente da Ponte Preta.