icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
25/11/2014
11:34

Barcelona poderia ter assinado com três grandes jogadores, mas teria deixado escapar pelos dedos. Essa é a informação do ex-olheiro Bojan Krkic, pai do ex-jogador do clube catalão, Bojan, em entrevista à Cadena SER, da Espanha. Tratam-se do goleiro Thibault Courtouis, do Chelsea, Raphael Varane, do Real Madrid, e Viktor Fisher, do Ajax.

- No meu último ano como olheiro do clube, em 2011, veio uma oferta do Courtois diretamente da Bélgica. Ele tinha 19 anos, recebemos vários vídeos dele e fiquei bastante impressionado. Mas o caso não foi conduzido da melhor forma possível. Ele tinha uma grande vontade de jogar no Barça e estava disposto a atuar no time B. O preço era de três milhões de euros (cerca de R$9,3 milhões), pois era o um goleiro ainda desconhecido. Um mês depois, foi para o Chelsea - revela Bojan.

E MAIS
- Com dois brasileiros, Uefa divulga lista dos melhores de 2014

FORA DE CAMPO
- Voo do Real Madrid é marcado por selfies
 
O caso do zagueiro do Real Madrid foi semelhante. O defensor jogava pelo Lens, da França.

- Me falaram sobre Varane, que jogou como volante no Lens. Ele se destacou, disse que era um jogador que precisávamos assinar com ele. Enviamos um olheiro para a França, mas o negócio não vingou.

Viktor Fischer, do Ajax, foi observado em jogos do sub-16 e custaria aos cofres do Barcelona 1,4 milhões de euros (R$4,3 milhões).

- Estes três jogadores não valiam nem dez milhões de euros (R$ 31 milhões) e hoje em dia são do alto escalão mundial.