icons.title signature.placeholder Thiago Fernandes
04/06/2014
08:05

O Cruzeiro se movimenta nos bastidores para assegurar a permanência definitiva de Willian. O clube tenta o parcelamento dos € 4 milhões (R$ 12,4 milhões) exigidos pelo Metalist Kharkiv (UCR), detentor dos direitos do atacante. A oferta está em posse do presidente Sergiy Kurchenko e não tem prazo para resposta. Os envolvidos, porém, crêem em um desfecho positivo.

As tratativas são conduzidas por Eduardo Uram, empresário do jogador, e Jader Brazeiro, representante dos ucranianos no Brasil. Ambos conversaram com o LANCE!Net e demonstraram otimismo.

– O Cruzeiro chegou ao valor pedido (pelo Metalist Kharkiv), mas não posso revelar as condições do parcelamento. A proposta está com o presidente e nos agrada. Estamos aguardando uma resposta – disse Jader Brazeiro.

O agente de Willian também aguarda um desfecho favorável para o Cruzeiro. Ele evita detalhar a negociação, mas aposta na manutenção do atleta na Toca da Raposa 2.

– Estamos muito otimistas. O Cruzeiro já enviou a proposta ao pessoal do Metalist Kharkiv e está aguardando uma resposta. Ainda não há uma previsão para o desfecho, mas o prazo máximo é o fim de janela de transferências internacionais – comentou Uram.

Antes da Copa, sul-americanos movimentam mercado da bola

O que preocupa os torcedores é o interesse de um clube paulista em contratar o Bigode Grosso, conforme revelado pelo L!Net há algumas semanas. Jader Brazeiro, no entanto, garante que não negocia com outras agremiações.

– Nem podemos negociar com mais ninguém. O Cruzeiro tem preferência na compra dos direitos e não dá para abrir conversas com outros clubes – disse o representante do Metalist Kharkiv, que teve o discurso endossado por Eduardo Uram:

– Não estamos conversando com outros clubes. Estamos esperando a resposta do Metalist quanto à proposta do Cruzeiro.