icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
26/06/2014
07:00

Na Copa do Mundo no Brasil, muitas seleções europeias estão caindo na primeira fase, enquanto os times latinos têm brilhado. O clima brasileiro tem sido apontado, constantemente, como fator de preocupação para os atletas. A Alemanha, neste contexto, encontra-se em uma posição à parte. Quase classificada às oitavas de final, a equipe alemã se diz bem fisicamente.

- É claro que nós já sabíamos antes da Copa que as condições na América do Sul são diferentes, que é quente, que são condições mais difíceis. Mas nos preparamos bem. Contra Gana dominamos o jogo no segundo tempo. Muitas favoritas europeias ja saíram, mas olhando nossos jogos pode-se dizer que nos preparamos muito bem - avaliou o meia Özil, que acrescentou: - Fomos soberanos contra Portugal, e contra Gana tivemos alguns pequenos erros, mas isso não quer dizer que não tenhamos bom condicionamento físico. Tivemos erros, mas estamos em boas condições.

Ainda sobre a preparação física, o técnico Joachim Löw fez uma análise do time dos Estados Unidos, que tem surpreendido nesse quesito. Os norte-americanos são os que mais correm neste Mundial e, para Löw, a Alemanha precisa dar 100% de si.

- O ponto de partida é que nós temos que estar bem preparados fisicamente. Eles vivem dessa agressividade que estão mostrando e estão muito bem preparados. Talvez eles tenham uma vantagem física que a liga deles não dura 11 meses. Estão juntos desde janeiro. Isso é um vantagem física, e por isso estão em um nível excelente. Vendo seu jogo, mostraram que marcam na pressão. isso vai exigir muito de nós e vamos dar 100% - analisou o treinador, em relação ao adversário desta quinta-feira.

Alemanha e Estados Unidos se enfrentam às 13h desta quinta-feira, na Arena Pernambuco, no Recife. As duas equipes possuem os mesmos quatro pontos, mas os alemães têm saldo de gols bem superior e, praticamente, já asseguraram a vaga à próxima fase. Um empate classifica as duas seleções, independentemente do resultado do outro confronto do Grupo G, entre Portugal e Gana.