icons.title signature.placeholder Gabriel Carneiro
19/12/2013
17:21

Após vistoria dos técnicos do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), empresa responsável por analisar o guindaste que caiu no último dia 27 e matou dois operários, a construtura Odebrecht anunciou um acordo com o Ministério do Trabalho e Emprego para a retomada dos trabalhos na área interditada do prédio leste, que representa 5% da obra. O ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, esteve no local.

Assim que terminar o trabalho dos técnicos do IPT, que deve ocorrer ainda nesta quinta-feira de acordo com o superintendente regional do Trabalho em São Paulo, Luiz Antônio Medeiros, o MT deve homologar a desinterdição da área. A peça que caiu sobre o estádio será retirada, em período não divulgado, e será removida para algum lugar da própria área. Provavelmente onde ficará um dos estacionamentos.

Pelo acordo firmado entre as partes, serão contratados 80 empregados no período de 60 dias após o acidente, sendo proibidas horas extras para os operadores de guindaste. Os demais operários só poderão fazer hora extra com programação. Vale lembrar que o operador do guindaste que não aguentou o último módulo da cobertura do lado norte, José Walter Joaquim, reclamou para o Ministério que estava trabalhando há 18 dias seguidos quando houve o acidente. Esse acordo vale a partir desta quinta até o encerramento da obra. Se a Odebrecht não cumprir esse acordo, o Ministério pode acionar a Justiça.

- Estamos recebendo o ministro para mostrar a obra e ainda lamentamos o que ocorreu no dia 27, quando perdemos dois companheiros. Agora, temos a missão de preparar o estádio para a abertura da Copa, reunir forças e tocar para frente. Segurança sempre foi nossa prioridade. Vamos trabalhar de mãos dadas com o Ministério para ter um fim de obra com sucesso - afirmou Antônio Gaviolli, diretor de contrato da Odebrecht, que representou a construtora ao lado de Ricardo Corregio, gerente comercial da obra.

Odebrecht, Corinthians e Fifa pretendem entregar a Arena Corinthians em 15 de abril de 2014.