icons.title signature.placeholder Guilherme Cardoso
icons.title signature.placeholder Guilherme Cardoso
25/07/2013
12:27

Odair dos Santos está imbatível no Mundial de Atletismo Paralímpico. Na tarde desta quinta-feira, ele conquistou sua terceira medalha de ouro na competição. Dessa vez, a primeira colocação veio nos 1.500m, na categoria T11 (para deficientes visuais). Ele terminou a disputa em 4m06s51.

A segunda colocação foi do chileno Cristian Valenzuela, com 4m1580, e o colombiano William Sosa foi o terceiro, com 4m20s24.

Durante a semana, Odair já tinha conquistado o ouro nos 800m e nos 5.000m.

- Valeu muito a pena ter vindo para esse Mundial. Foi uma grande oportunidade, ganhei três medalhas de ouro. Foi fantástico. Dificilmente, esse tipo de coisa acontece. Isso ocorre duas, três vezes na carreira de um atleta. E já é a segunda vez que faço isso. Em 2011 (na Nova Zelândia), também ganhei três ouros e, agora, repeti. Só tenho a comemorar - vibrou o atleta.

MAIS DUAS PRATAS

Ainda nesta tarde, Alex Pires ficou com a segunda colocação na prova dos 1.500m, na classe T46 (para amputados e outros), com 4m06s04. O primeiro lugar foi de Samir Nouioua, com 4m05s61, e o australiano Michael Roeger foi o terceiro, com 4m06s74.

Essa foi a terceira medalha do corredor, que já tinha levado uma prata nos 5.000m e um bronze nos 800m.

Além dele, Yeltsin Jacques terminou no segundo lugar a disputa dos 1.500m, categoria T12 (para deficientes visuais), com 4m03s52. O tunisiano Abderrahim Zhiou levou o ouro (4m01s52) e seu compatriota Semih Deniz, o bronze (4m05s46).

*O repórter viaja a Convite do Comitê Paralímpico Brasileiro

Odair dos Santos está imbatível no Mundial de Atletismo Paralímpico. Na tarde desta quinta-feira, ele conquistou sua terceira medalha de ouro na competição. Dessa vez, a primeira colocação veio nos 1.500m, na categoria T11 (para deficientes visuais). Ele terminou a disputa em 4m06s51.

A segunda colocação foi do chileno Cristian Valenzuela, com 4m1580, e o colombiano William Sosa foi o terceiro, com 4m20s24.

Durante a semana, Odair já tinha conquistado o ouro nos 800m e nos 5.000m.

- Valeu muito a pena ter vindo para esse Mundial. Foi uma grande oportunidade, ganhei três medalhas de ouro. Foi fantástico. Dificilmente, esse tipo de coisa acontece. Isso ocorre duas, três vezes na carreira de um atleta. E já é a segunda vez que faço isso. Em 2011 (na Nova Zelândia), também ganhei três ouros e, agora, repeti. Só tenho a comemorar - vibrou o atleta.

MAIS DUAS PRATAS

Ainda nesta tarde, Alex Pires ficou com a segunda colocação na prova dos 1.500m, na classe T46 (para amputados e outros), com 4m06s04. O primeiro lugar foi de Samir Nouioua, com 4m05s61, e o australiano Michael Roeger foi o terceiro, com 4m06s74.

Essa foi a terceira medalha do corredor, que já tinha levado uma prata nos 5.000m e um bronze nos 800m.

Além dele, Yeltsin Jacques terminou no segundo lugar a disputa dos 1.500m, categoria T12 (para deficientes visuais), com 4m03s52. O tunisiano Abderrahim Zhiou levou o ouro (4m01s52) e seu compatriota Semih Deniz, o bronze (4m05s46).

*O repórter viaja a Convite do Comitê Paralímpico Brasileiro