icons.title signature.placeholder Thiago Ferri
17/06/2014
08:03

Ricardo Gareca conheceu nesta segunda-feira o elenco palmeirense. O grupo se reapresentou às 9h30 após o período de folga e teve os primeiros contatos com o novo comandante, que foi apresentado pelo diretor-executivo, José Carlos Brunoro, na Academia de Futebol.

O membro da cúpula alviverde foi o primeiro a falar na reunião com o grupo, e passou detalhes sobre a programação da equipe até seu retorno no Brasileirão. Após a introdução, foi a vez de o novo treinador falar. Em seu discurso, reforçou a alegria de estar no Verdão, e a vontade de fazer o time vencer. As equipes alviverdes comandadas por Luiz Felipe Scolari entre o fim dos anos 90, início dos 2000, tornaram-se exemplo para ele.

- Quero recuperar a época do Scolari. Era um time de muita atitude e garra. Sei que será difícil igualá-lo, mas pretendo ter um grupo como aquele. Minha intenção é ter um grupo em que a torcida se sinta representada. Esse é o primeiro passo - falou, em entrevista para a "Revista Palmeiras", a ser entregue a associados nas próximas semanas.

O idioma não foi um grande empecilho. Assim como já fez em sua primeira entrevista, o argentino falou de forma pausada, e se fez entender no decorrer do dia. A reapresentação teve treinos em dois períodos, com avaliações físicas do elenco. Durante trabalhos como na academia, o treinador parou para conversar com os jogadores, mas não se aprofundou em diálogos sobre o time em si.

Gareca teve um primeiro dia de observação. O treinador esteve acompanhado da dupla que trouxe para a sua comissão: o preparador físico Néstor Bonillo, e o auxiliar, Sergio Santín. Eles trabalharão neste período junto de Alberto Valentim, também auxiliar e interino durante a fase em que El Flaco apenas analisou o time das tribunas.

No grupo, que realizou atividades com o departamento médico e de fisiologia nesta segunda, as novidades ficaram por conta apenas dos garotos promovidos do sub-20. A pedido do argentino, o lateral-direito Léo Cunha, o lateral-esquerdo Mateus Muller, o meia Juninho e o atacante Érik estão treinando nos profissionais e podem ser usados pelo treinador durante este ano. Ainda é pouco, mas Gareca agradou aos atletas nas primeiras conversas na Academia. Resta saber se a boa impressão renderá em esperados frutos no Palmeiras.