icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
05/07/2013
22:43

As obras no Parque Olímpico para os Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, foram paralisadas nesta sexta-feira devido a uma decisão judicial. A ação, segundo a Autoridade Pública Olímpica, pode comprometer o cumprimento dos prazos para a competição.

O Centro Esportivo de Voo (CEU) pretende manter o clube no terreno da Prefeitura do Rio de Janeiro.

> Leia a integra do comunicado sobre a decisão:

"As obras na área do Parque Olímpico ocupada pelo Centro Esportivo de Voo (CEU) foram interrompidas nesta tarde devido a uma nova decisão judicial a favor da permanência no Clube no terreno da Prefeitura. A interrupção dos trabalhos, que estavam rigorosamente em dia, pode inviabilizar a entrega, no prazo, das instalações para os Jogos de 2016.

A Prefeitura acatou a decisão do desembargador Mário dos Santos Paulo, da 4ª Câmara Cível do Rio de Janeiro, que determinou a paralisação das atividades e garantiu ao CEU a permanência na área até o julgamento do agravo de instrumento impetrado pelo Clube.

Da área total de 1,18 milhão de m2 destinada à construção do Parque Olímpico, o CEU ocupa 175 mil m2 pertencentes à Prefeitura. No local serão construídas a Arena de Handebol, o Centro Aquático, parte do pavilhão onde serão disputadas as partidas de basquete e a área de convivência em que o público poderá acompanhar as competições (Live Site). No restante do terreno do Parque Olímpico as obras continuam, conforme o cronograma.

O CEU ocupou a área municipal por 30 anos, sem pagamento pelo uso do terreno. Além de atividades de lazer (sede social, piscina etc.) o CEU mantém atividades comerciais no local, como uma escola de voo."

As obras no Parque Olímpico para os Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, foram paralisadas nesta sexta-feira devido a uma decisão judicial. A ação, segundo a Autoridade Pública Olímpica, pode comprometer o cumprimento dos prazos para a competição.

O Centro Esportivo de Voo (CEU) pretende manter o clube no terreno da Prefeitura do Rio de Janeiro.

> Leia a integra do comunicado sobre a decisão:

"As obras na área do Parque Olímpico ocupada pelo Centro Esportivo de Voo (CEU) foram interrompidas nesta tarde devido a uma nova decisão judicial a favor da permanência no Clube no terreno da Prefeitura. A interrupção dos trabalhos, que estavam rigorosamente em dia, pode inviabilizar a entrega, no prazo, das instalações para os Jogos de 2016.

A Prefeitura acatou a decisão do desembargador Mário dos Santos Paulo, da 4ª Câmara Cível do Rio de Janeiro, que determinou a paralisação das atividades e garantiu ao CEU a permanência na área até o julgamento do agravo de instrumento impetrado pelo Clube.

Da área total de 1,18 milhão de m2 destinada à construção do Parque Olímpico, o CEU ocupa 175 mil m2 pertencentes à Prefeitura. No local serão construídas a Arena de Handebol, o Centro Aquático, parte do pavilhão onde serão disputadas as partidas de basquete e a área de convivência em que o público poderá acompanhar as competições (Live Site). No restante do terreno do Parque Olímpico as obras continuam, conforme o cronograma.

O CEU ocupou a área municipal por 30 anos, sem pagamento pelo uso do terreno. Além de atividades de lazer (sede social, piscina etc.) o CEU mantém atividades comerciais no local, como uma escola de voo."