icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
27/11/2014
19:07

O Botafogo afrouxou a corda no pescoço no caso Elkeson. O clube solicitou ao Guangzhou Evergrande, da China, um aumento no prazo para quitar a dívida de aproximadamente R$ 650 mil com os asiáticos e foi atendido. Agora, o Alvinegro tem até o dia 31 de dezembro para pagar a quantia.

O pagamento será repassado ao Vitória – clube formador do atacante. Se não depositar o dinheiro na conta dos chineses, a Fifa deverá pedir a perda de seis pontos no Campeonato Brasileiro do ano que vem, seja na Série A ou B.

O imbróglio começou após o clube baiano cobrar do clube chinês uma porcentagem a que tem direito, pelo mecanismo de solidariedade da Fifa. Como já fez o pagamento da negociação, finalizada em 2012, ao Alvinegro, o Guangzhou acionou o clube carioca, que depositará a verba na conta do atual clube de Elkeson.

MAIS BOTAFOGO
> Jefferson fala sobre nova diretoria: 'Nos sentimos valorizados'
> Mancini comanda coletivo do Botafogo com Jobson entre os reservas

Inicialmente, a dívida era de R$ 800 mil, mas o clube conseguiu que um torcedor pagasse cerca de R$ 150 mil. A medida mostrou ao Guangzhou e a Fifa que o Botafogo estava tentando solucionar o problema o quanto antes.

Na semana passada, o Alvinegro recebeu uma multa de 20 mil francos suíços (cerca de R$ 52 mil) do Comitê Disciplinar da Fifa. O Guangzhou também levou multa do mesmo valor, já que deveria ter pagado diretamente ao Vitória e não repassado a dívida ao Botafogo.