icons.title signature.placeholder Gabriel Carneiro e Valdomiro Neto
icons.title signature.placeholder Gabriel Carneiro e Valdomiro Neto
21/08/2015
09:47

Advogado especializado em crimes eletrônicos e com conhecimento reconhecido do Estatudo Social do Santos, Raphael Vita deve ser o novo membro do Comitê de Gestão do clube, na vaga que será aberta pela saída de José Macedo Reis. O especialista em finanças está na formação original do colegiado indicado por Modesto Roma Júnior, mas irá atuar na função de controller do clube, uma espécie de fiscal das finanças de acordo com a movimentação do fluxo de caixa. Como passará a ter um cargo no Peixe, Macedo Reis deverá ser substituído.

Modesto já teve encontros com Vita, mas sua entrada no Comitê de Gestão depende da apresentação de um convite formal e principalmente da aceitação do Conselho Deliberativo, que recentemente assinou embaixo de algumas trocas promovidas pelo presidente, contrariado pelo veto do órgão à indicação da contratação do técnico Oswaldo de Oliveira, em junho.

Com a saída de José Macedo Reis, restarão apenas Gastone Righi e Paulo Roberto Dias, além do presidente Modesto e do vice César Conforti, na formação original do Comitê de Gestão. Após as decisões de Modesto de mandar embora dois membros e outros dois de pedirem demissão, o clube nomeou recentemente Luiz Antônio Ruas Capella, Carlos Manoel da Silva, Antônio Carlos Cintra e Andres Enrique Rueda Garcia.

Uma das razões que motivou Modesto a escolher Vita para a última vaga é o conhecimento do advogado a respeito de especificidades do Estatuto do clube - essa especialização poderia evitar acontecimentos como o veto a Oswaldo, por exemplo. Vita foi advogado da campanha de Modesto Roma à presidência do Peixe no fim de 2014.

Advogado especializado em crimes eletrônicos e com conhecimento reconhecido do Estatudo Social do Santos, Raphael Vita deve ser o novo membro do Comitê de Gestão do clube, na vaga que será aberta pela saída de José Macedo Reis. O especialista em finanças está na formação original do colegiado indicado por Modesto Roma Júnior, mas irá atuar na função de controller do clube, uma espécie de fiscal das finanças de acordo com a movimentação do fluxo de caixa. Como passará a ter um cargo no Peixe, Macedo Reis deverá ser substituído.

Modesto já teve encontros com Vita, mas sua entrada no Comitê de Gestão depende da apresentação de um convite formal e principalmente da aceitação do Conselho Deliberativo, que recentemente assinou embaixo de algumas trocas promovidas pelo presidente, contrariado pelo veto do órgão à indicação da contratação do técnico Oswaldo de Oliveira, em junho.

Com a saída de José Macedo Reis, restarão apenas Gastone Righi e Paulo Roberto Dias, além do presidente Modesto e do vice César Conforti, na formação original do Comitê de Gestão. Após as decisões de Modesto de mandar embora dois membros e outros dois de pedirem demissão, o clube nomeou recentemente Luiz Antônio Ruas Capella, Carlos Manoel da Silva, Antônio Carlos Cintra e Andres Enrique Rueda Garcia.

Uma das razões que motivou Modesto a escolher Vita para a última vaga é o conhecimento do advogado a respeito de especificidades do Estatuto do clube - essa especialização poderia evitar acontecimentos como o veto a Oswaldo, por exemplo. Vita foi advogado da campanha de Modesto Roma à presidência do Peixe no fim de 2014.