icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
23/11/2013
21:34


Adilson Batista alterou o esquema do Vasco, alterou o ataque e funcionou. No primeiro jogo em que começaram atuando juntos, Thalles e Edmilson marcaram ainda no começo do primeiro tempo e garantiram a vitória por 2 a 1 sobre o Cruzeiro, na noite deste sábado, no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro. Ainda que tenha mudado o sistema mais um vez e sofrido um gol no segundo tempo, o Cruz-Maltino garantiu uma importante vitória, que dá moral para seguir na luta contra o rebaixamento.

Mesmo com o triunfo, o Vasco segue na zona de rebaixamento, na 18º colocação, com 41 pontos. Na próxima rodada, o Cruz-Maltino encara o já rebaixado Náutico, no dia 1º de dezembro, às 17h, no Maracanã. Já o Cruzeiro, com o título já garantido, aproveitará o próximo jogo, contra o Bahia, no Mineirão, no mesmo dia e horário, para fazer mais festa e receber a taça do Brasileirão.

O JOGO

Desde o começo do jogo, o Vasco mostrou que estava em busca da vitória. Logo aos dois minutos, após cobrança de escanteio e passe de cabeça de Luan, Thalles cabeceou no contrapé do goleiro Rafael e abriu o placar para o time da casa.

Aos poucos, o Cruzeiro, que parecia sentir um pouco a falta de entrosamento por conta do uso de alguns reservas, foi se soltando e chegando próximo ao gol adversário. Aos 31 minutos, após bela jogada individual, Éverton Ribeiro chutou forte da entrada da área, obrigando Alessandro a fazer grande defesa.

Logo depois, aos 32 minutos, Marlone iniciou jogada pela esquerda e passou para Pedro Ken, que cruzou sem muita direção. A bola foi parar nos pés de Edmilson, que, de fora da área, chutou muito forte, fazendo um golaço.

No começo do segundo tempo, com Julio Baptista no time, o Cruzeiro voltou melhor e, logo no primeiro minuto teve um gol anulado, após William finalizar, de cabeça, em posição duvidosa. Porém, aos 15 minutos, o Vasco chegou perto de ampliar, após arrancada e bela jogada individual de Thalles, que finalizou forte de fora da área, para bela defesa de Rafael.

E a Raposa descontou aos 19 minutos. Após cobrança de falta de Éverton Ribeiro, Paulão tentou desviar, mas não alcançou e a bola foi direto para as redes. Depois do gol, o Vasco recuou, inclusive colocando mais um zagueiro no time, mas o Cruzeiro parecia estar mesmo em ritmo de férias e só teve mais uma chance de gol, com Julio Baptista, de fora da área.

Mesmo recuando, o Vasco ainda teve mais três boas chances de gol, duas delas com Edmilson. Na primeira, o atacante recebeu na entrada da área e chutou rasteiro. A bola passou perto do gol adversário. Depois, em boa jogada de Robinho, o atacante chutou e Rafael fez bela defesa. A partir daí, o Vasco segurou a bola, esperando o apito final do juíz.

FICHA TÉCNICA:
VASCO 2 x 1 CRUZEIRO

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data-Hora: 23/11, sábado - 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Marcos Andre Gomes da Penha (ES)
Auxiliares: Fabiano da Silva Ramires (ES) e Vanderson Antonio Zanotti (ES)
Público e Renda: 32.988 pagantes, 38.654 presentes/R$ 667.340,00
Cartões Amarelos: Edmilson, Guiñazú, Marlone e Fagner (VAS)
Gols: Thalles (2'/1ºT), Edmilson (32'/1ºT); Éverton Ribeiro (19'/2ºT)

VASCO: Alessandro; Fagner (Renato Silva, 25'/2ºT), Cris, Luan e Yotún; Guiñazú, Abuda, Pedro Ken e Marlone; Edmilson e Thalles (Robinho, 36'/2ºT). Técnico: Adilson Batista.

CRUZEIRO: Rafael; Ceará, Leo, Paulão e Egídio; Nilton (Walysson, 35'/2ºT) e Lucas Silva; Everton Ribeiro, Ricardo Goulart (Elber, 20'/2ºT) e Willian; Vinícius Araújo (Julio Baptista, intervalo). Técnico: Marcelo Oliveira.