icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
07/03/2014
22:27

Mas já? É a sensação que o torcedor do Avaí provavelmente deve ter sentido ao ver, pela segunda vez em 2014, uma mudança de treinador. Na tarde desta sexta-feira, dia seguinte à derrota por 2 a 0 para a Chapecoense, pelo Hexagonal contra o rebaixamento do Catarinense (torneio para que equipe evitem o descenso na competição), o técnico Paulo Turra deixou o comando do clube, após exatos 22 dias. A diretoria apressou-se a anunciar o nome do substituto: Pingo, com passagens por Juventus-SC, Caxias e Brusque.

A irritação com o fato do Avaí iniciar o hexagonal novamente na lanterna foi crucial para a demissão de Paulo Turra, segundo nota oficial:

- Temos um elenco que muita gente fala que é melhor que o de 2013. Não é possível que o Avaí não consiga sair dessa situação que nos deixa triste. Vamos continuar trabalhando muito, pois esta é a única forma de conseguirmos encaixar a equipe e conquistar os resultados - afirmou o gerente de futebol, Chico Lins, ao justificar o desligamento do treinador.

Paulo Turra assumiu o cargo em 14 de fevereiro com uma vitória por 2 a 1 sobre o Figueirense, em pleno Orlando Scarpelli. No entanto, em seguida vieram três derrotas consecutivas - uma a menos que seu antecessor, Hemerson Maria. O técnico que iniciou a temporada à frente do Leão da Ilha deixou o clube amargando a lanterna, com uma vitória, um empate e quatro derrotas.

Pingo, novo nome em que o Avaí confia para entrar nos eixos iniciará sua passagem pelo clube neste sábado. Às 9h30, o treinador (que, como jogador, se destacou por Flamengo e Grêmio) será apresentado no auditório da Ressacada.