icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
15/02/2015
13:29

O Brasil todo está em clima de Carnaval, mas no Nova Iguaçu a folia passa longe. Ainda em busca da primeira vitória no Campeonato Carioca, os jogadores da Laranja da Baixada não terão descanso até o duelo da Quarta-Feira de Cinzas, contra o Bangu, no Laranjão. O grupo se reapresentou neste sábado e até o jogo haverá treinamento todos os dias, inclusive neste domingo.

A única folga foi na sexta-feira, no dia seguinte à derrota para o Volta Redonda por 2 a 1, no Laranjão. Apesar do resultado negativo, o Nova Iguaçu subiu uma posição e terminou a quarta rodada na 12ª colocação, com apenas um ponto conquistado. Por isso, o Carnaval foi deixado de lado para que a vitória possa vir na próxima quarta-feira, quando o NIFC volta a jogar em casa.

- Foi até uma opção nossa não ter essa folga. A comissão técnica sugeriu um descanso para que pudéssemos colocar a cabeça no lugar, mas nós jogadores nos unimos e falamos que precisamos trabalhar, correr atrás dos pontos que perdemos e aproveitar esse período em que muitos estarão de folga para nos preparar, para que quarta-feira nosso time possa se apresentar bem - afirmou o goleiro Jefferson, um dos atletas mais experientes do elenco.

E MAIS:
> Veja como foi o desfile da Gaviões da Fiel
> Confira sete momentos marcantes com esportistas na História da Sapucaí

Neste sábado, antes do treino realizado no CT, os jogadores se reuniram para uma conversa para traçar metas e analisar os erros que estão sendo cometidos. Nos dois últimos jogos, contra Macaé e Volta Redonda, o enredo foi parecido: sofreu o gol no primeiro tempo quando dominava a partida, buscou o empate na etapa final, mas dois minutos depois sofreu o segundo gol e não conseguiu mais reagir.

- É um momento complicado. Nossa equipe vem se apresentando bem, tendo o controle da maior parte do jogo, mas infelizmente o resultado não tem nos favorecido. Temos que passar tranquilidade principalmente para os mais jovens, porque temos todo um campeonato pela frente. A equipe é qualificada, tem uma comissão qualificada, temos o suporte que o clube nos oferece e esses são pontos fortes para que possamos inverter essa situação - analisou Jefferson.