icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
11/11/2013
18:17

Pego de surpresa. Foi assim que Vanderlei Luxemburgo comentou a decisão da diretoria do Fluminense em despedí-lo do cargo de treinador. Uma reunião na manhã desta segunda-feira, na Barra da Tijuca, sacramentou a saída do técnico, que foi comunicado logo em seguida pelo presidente Peter Siemsen. Segundo o ex-comandante tricolor, o trabalho para manter a equipe na elite do futebol brasileiro seguiria nos próximos cinco jogos, a todo vapor.

- Fui pego de surpresa com a decisão do presidente em interromper o trabalho, já que fizemos um planejamento de levar o time para Atibaia (SP) visando a preparação para seis jogos e não apenas um. Como já havia dito, meu pensamento era de permanecer ao lado do grupo até o fim para tentarmos tirar o Fluminense dessa situação incômoda no Campeonato Brasileiro. Entendo e respeito essa decisão, já que há um processo político e eleição se aproximando no clube - afirmou.

O treinador ainda manteve sua posição e a convicção que o Fluminense não será rebaixado, apesar das chances matemáticas terem aumentado significativamente com a derrota para o Corinthians e a entrada na zona de rebaixamento da competição.

- Faz parte do futebol. Esse grupo de jogadores está muito focado e determinado em reagir. Já tinha convicção e continuo tendo a certeza de que o Fluminense permanecerá na Primeira Divisão em 2014 - completou.