icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
02/07/2013
18:39

O Comitê Olímpico Brasileiro (COB) emitiu uma nota oficial nesta terça-feira afirmando que não será mais criada uma "Comissão Especial Temporária" para investigar possíveis irregularidades na Confederação Brasileira de Taekwondo (CBTKD). No texto, a entidade diz que "concluiu não ser cabível a criação" do grupo.

O COB chegou a receber um dossiê de dirigentes e atletas opositores à atual gestão em sua sede após ter anunciado a possibilidade da criação da comissão, no dia 21 de junho.

No comunicado, o COB ressaltou que "continuará verificando" a aplicação dos recursos repassados à CBKTD e atuações judiciais e administrativas.

Confira a nota na íntegra:

"O Comitê Olímpico Brasileiro, após receber grupo de Dirigentes e Atletas praticantes de Taekwondo, estudou detalhadamente as questões que lhe foram apresentadas e concluiu não ser cabível a criação de uma “Comissão Especial Temporária”, como anteriormente anunciado através de “Nota à Imprensa” divulgada em 21 de junho, tendo em vista se tratar de divergências entre a Confederação Brasileira de Taekwondo e algumas de suas filiadas.

O Comitê Olímpico Brasileiro informa que, dentro dos estritos limites de sua competência, continuará verificando a correta aplicação dos recursos repassados à Confederação Brasileira de Taekwondo e acompanhará eventuais demandas, judiciais e / ou administrativas, que possam estar relacionadas com a referida Entidade, de modo a, se necessário, adotar as providências cabíveis."

O Comitê Olímpico Brasileiro (COB) emitiu uma nota oficial nesta terça-feira afirmando que não será mais criada uma "Comissão Especial Temporária" para investigar possíveis irregularidades na Confederação Brasileira de Taekwondo (CBTKD). No texto, a entidade diz que "concluiu não ser cabível a criação" do grupo.

O COB chegou a receber um dossiê de dirigentes e atletas opositores à atual gestão em sua sede após ter anunciado a possibilidade da criação da comissão, no dia 21 de junho.

No comunicado, o COB ressaltou que "continuará verificando" a aplicação dos recursos repassados à CBKTD e atuações judiciais e administrativas.

Confira a nota na íntegra:

"O Comitê Olímpico Brasileiro, após receber grupo de Dirigentes e Atletas praticantes de Taekwondo, estudou detalhadamente as questões que lhe foram apresentadas e concluiu não ser cabível a criação de uma “Comissão Especial Temporária”, como anteriormente anunciado através de “Nota à Imprensa” divulgada em 21 de junho, tendo em vista se tratar de divergências entre a Confederação Brasileira de Taekwondo e algumas de suas filiadas.

O Comitê Olímpico Brasileiro informa que, dentro dos estritos limites de sua competência, continuará verificando a correta aplicação dos recursos repassados à Confederação Brasileira de Taekwondo e acompanhará eventuais demandas, judiciais e / ou administrativas, que possam estar relacionadas com a referida Entidade, de modo a, se necessário, adotar as providências cabíveis."