icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
22/11/2014
12:05

A lateral direita do Flamengo sempre teve Léo Moura como protagonista. Desde que chegou à Gávea, em 2005, o jogador figurou entre os titulares e nunca teve uma real disputa pela posição. Dez anos se passaram, hoje ele tem 36 de idade, e continua sendo o que mais joga – das 66 partidas deste ano, Léo Moura entrou em 48. Com o natural desgaste físico, a diretoria rubro-negra decidiu manter a negociação com o Grêmio pelo lateral-direito Pará, nome que Vanderlei Luxemburgo considera ideal para aliviar o atual camisa 2 em 2015, além do volante Matheus Biteco, visando abater a dívida dos gaúchos por Rodrigo Mendes.

Questionado, na coletiva de imprensa do treino desta sexta-feira, sobre o interesse por Pará, o técnico Vanderlei Luxemburgo saiu pela tangente: "Tem Pará, Paraná, Amazônas, Ceará... (risos)"

Léo Moura sabe da necessidade de ter um reserva à altura, visando alternar os jogos como titular e manter o bom nível em campo. Nesta temporada, Léo foi o responsável por substituir o titular, mas as frequentes lesões obrigaram o capitão a ser escalado praticamente todas as partidas. Pará chegaria à Gávea justamente para suprir esta função. E os torcedores do Flamengo aprovam o acerto. Em enquete realizada pelo LANCE!Net, 66% dos torcedores afirmaram que Pará é um bom nome para aliviar Léo Moura no próximo ano.

Recentemente, o próprio Pará admitiu o interesse do Flamengo, mas garantiu que tem o desejo de permanecer no Grêmio – o contrato dele com o clube gaúcho vai até o fim da próxima temporada.

– Fiquei sabendo (do interesse), mas tenho mais um ano de contrato com o Grêmio e todos sabem meu desejo de ficar no clube. Minha cabeça está no Grêmio – destacou em entrevista coletiva.

Vale destacar que Léo Moura está em processo de renovação com o Flamengo e um possível acerto com Pará não influenciaria na permanência do capitão na Gávea até o fim de 2015. Agora, resta aguardar o desfecho desta novela.