icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
29/04/2014
18:49

O Palmeiras rompeu relações com o São Paulo nesta terça-feira. O presidente Paulo Nobre divulgou uma nota oficial e condenou as declarações de Carlos Miguel Aidar, mandatário do rival, que o chamou de juvenil e disse que o Verdão "se apequena ano após ano".

"O presidente do SPFC não tem ideia do tamanho do Palmeiras. Ele, como presidente de uma agremiação que também é muito grande, deveria saber. Infelizmente, a arrogância causa miopia", diz um trecho do texto publicado no site do Palmeiras.

Aidar convocou a entrevista coletiva desta terça-feira para responder às acusações de Nobre, que um dia antes o chamou de antiético por ter contratado Alan Kardec enquanto o Palmeiras negociava a renovação com ele.

Após ser atacado, Aidar afirma que Nobre foi juvenil


Leia a nota oficial de Paulo Nobre:

Em nome da Sociedade Esportiva Palmeiras e dos seus 16 milhões de torcedores venho a público lamentar e repudiar a postura arrogante do presidente do São Paulo Futebol Clube, Carlos Miguel Aidar, ao tentar diminuir o nosso alviverde.

As afirmações em relação ao Palmeiras e que o SPFC “desperta ciúmes dos coirmãos” ratificam a conhecida e repetida conduta de suas diretorias em relação aos demais clubes. Esquece o infeliz dirigente que, no passado, para não fechar as portas, seu time já foi ajudado financeiramente por várias torcidas, inclusive a nossa.

Jamais aceitaremos que alguém ouse se dirigir à nossa S.E.P. de tal forma e, portanto, rompemos qualquer relação política com o São Paulo enquanto o Sr. Aidar estiver à frente da entidade.

O presidente do SPFC não tem ideia do tamanho do Palmeiras. Ele, como presidente de uma agremiação que também é muito grande, deveria saber. Infelizmente, a arrogância causa miopia.

Paulo Nobre

Presidente da Sociedade Esportiva Palmeiras